Estados Unidos, Canada e o bloco europeu estão se preparando para excluir as principais instituições financeiras russas do sistema SWIFT, segundo uma declaração feita por seus líderes na tarde deste sábado (26/02/2022). A medida deve incluir, inclusive, o Banco Central russo o que, teoricamente, significa isolar completamente o país do sistema financeiro internacional. Na declaração, os líderes afirmaram que: “estamos comprometidos com a decisão de remover algumas instituições financeiras russas do sistema SWIFT. Assim, vamos desconectar esses bancos do sistema financeiro internacional e inviabilizar sua capacidade de operar globalmente.”

publicidade

Esta seria uma medida quase sem precedentes, especialmente quando se leva em consideração o fato de que estamos falando de uma nação nuclear. A medida é tão grave que alguns analistas internacionais temem por suas consequências, dizendo que Moscou poderia se ver numa situação sem saída, em que seus fundos estariam praticamente inacessíveis, quase como numa situação de sequestro. Alguns, inclusive, preveem que essa medida, sozinha, pode representar uma queda de 5% do PIB russo. Outras nações que passaram por processo semelhante, no entanto, tiveram consequências ainda mais pesadas. Quando o Irã foi alijado do sistema SWIFT, o país viu seu PIB cair quase 40%.