Avaliar a qualidade da água em uma determinada região é uma necessidade que atende a vários setores: ambientalistas conseguem usar esse método para avaliar impactos de mudanças climáticas; geólogos e físicos usam isso para determinar viabilidade de vida (na Terra e fora dela). Só que esses métodos custam caro, e nem sempre são precisos. Isso deve mudar, contudo, se um novo drone aquático cumprir o que promete.

O convenientemente chamado “AquaBOT” é um veículo pilotado remotamente, criado pelo Laboratório Nacional de Oak Ridge, nos EUA, que promete não apenas uma maior exatidão nos dados de qualidade da água, como também diz ser mais barato – e mais ecológico – que os métodos convencionais.

publicidade

Leia também

“Comparado às análises manuais tiradas em algumas localidades, o drone aquático traz um panorama bem mais detalhado do que acontece ao longo de rios e córregos”, disse Natalie Griffiths, do laboratório. “O AquaBOT nos ajuda a identificar pontos onde poluentes, como fertilizantes em excesso, estão fluindo por vias aquáticas. Marcar corretamente essas áreas é o primeiro passo para compreender as mudanças de qualidade na água e criar soluções”.

De acordo com a divulgação, o time que desenvolve o drone aquático está com ele em uma fase de testes, analisando corpos de água nos terrenos agrícolas do estado norte-americano de Iowa. A ideia é avaliar potenciais ações de sustentabilidade relacionadas à produção bioenergética.

O AquaBOT é “altamente manobrável”, de acordo com Griffiths, e analisa amostras de água por meio de indicadores mínimos de temperatura, presença de nitratos e volume de oxigênio dissolvido. Este último é um fator de extrema importância para seres marinhos, como peixes e corais.

Futuramente, o Laboratório Nacional de Oak Ridge pretende conduzir testes de análise de quantidade de emissões de metano vindas de reservatórios. A tecnologia ainda precisa ser adaptada para isso, mas deve ajudar nas estimativas ligadas ao aquecimento global.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!