Cinema e Streaming

Streamings de jogos tem queda nas transmissões e audiência

05/05/22 11h59

Créditos: DisobeyArt/Shutterstock

Uma pesquisa do Streamlabs revelou que os streamings voltados para videogames estão em declínio após o fim do decreto de estado de pandemia em diversos países – incluindo o Brasil. De acordo com as estatísticas, que levaram em consideração o quarto trimestre de 2021 e o primeiro de 2022, “o mercado de transmissão ao vivo parece estar desacelerando” e afetando a quantidade de horas assistidas, transmitidas e o número de espectadores simultâneos, que não tem mais acompanhado tão assiduamente as lives de gamers.

Streamings de jogos tem queda nas transmissões ao vivo e na audiência. Imagem: Ella Don / Unsplash

Entre as plataformas mais impactadas estão o YouTube Gaming e Facebook Gaming com uma ligeira diminuição na audiência quando comparado ao mesmo período do ano passado. Segundo os dados, os espectadores assistiram a 1,13 bilhão de horas de lives no YouTube Gaming Live no primeiro trimestre deste ano, uma queda de 7,4% em relação a 1,22 bilhão de horas no quarto trimestre de 2021. Comparado ainda a outros anos, a queda foi de 12,4% e, quando se trata de visualizações simultâneas, o site também teve uma baixa de 17,8% no primeiro trimestre de 2021.

Leia mais!

A quantidade de horas transmitidas também segue o padrão de declínio, os streamers ao vivo no YouTube Gaming Live transmitiram 8,7 milhões de horas de conteúdo no primeiro trimestre, uma queda de 1,14% em relação às 8,8 milhões de horas no quarto trimestre de 2021. Comparado a outros anos, a queda foi de 10,3%. 

Já o Facebook Gaming teve quedas ainda mais significativas, com uma baixa de 29,6% em relação as horas assistidas no quarto trimestre de 2021. Comparado a outros anos, o declínio foi de 24,2% e nas horas transmitidas a queda registrou 10,7% menos transmissões. No âmbito de visualizações simultâneas, a queda foi de 28% em relação ao quarto trimestre de 2021 – o que significa uma diminuição de 516 mil espectadores para 372 mil. 

Outros motivos para o declínio

Ainda de acordo com o estudo, além do fim da pandemia, que impulsionou a volta ao trabalho presencial, à escola e a outras atividades de lazer, outros motivos para o declínio nas plataformas podem estar em; corte de gastos, devido a atual situação econômica global e a crescente opções de entretenimento e jogos, incluindo novas plataformas de transmissão ao vivo como o Trovo, que podem estar desviando alguns espectadores das plataformas já estabelecidas.

Streamings de jogos tem queda nas transmissões ao vivo e na audiência. Imagem: Ink Drop/Shutterstock

Twitch segue em ascensão 

Contudo, indo contra a maré das quedas, a Twitch é a única plataforma que, ao contrário das mencionadas, teve um aumento em comparação ao trimestre anterior. De acordo com o site, os espectadores assistiram a 6,13 bilhões de horas de transmissões ao vivo no Twitch no primeiro trimestre deste ano, um aumento de 7,5% em relação às 5,7 bilhões de horas no quarto trimestre de 2021. Nas horas transmitidas, o aumento foi de 12% e a média de espectadores simultâneos ficou em 7,7%. 

Apesar disso, quando comparado aos anos anteriores, a plataforma também teve quedas, o que o relatório apontou que pode indicar uma tendência de declínio geral para esse campo da indústria gamer. O Twitch representa 76% da participação de mercado por horas assistidas e 91,5% por horas transmitidas quando comparado ao YouTube Gaming e o Facebook Gaming.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!   

Deixe sua opinião
Tags