A capital da China, Pequim, anunciou no último sábado (7) uma nova rodada de testes de Covid-19 em massa para impedir a disseminação descontrolada da doença. As autoridades locais também fecharam novas rotas de ônibus e estações de metrô, visando evitar que as pessoas cheguem em Xangai, onde milhões de pessoas estão em lockdown há mais de um mês.  

Pequim está buscando evitar que as infecções de Covid-19 saiam do controle, como aconteceu em Xangai. Além dos testes em massa, as autoridades fecharam 15% da rede de metrô local, além de proibir refeições em restaurantes em diversos locais.  

publicidade

Leia também!

Xangai chegou a enfrentar protestos devido as duras medidas de restrição adotadas para evitar a Covid-19. Os seus mais de 25 milhões de moradores apontam a dificuldade financeira causada pelo isolamento, além da complexidade para ter acesso a comida e tratamento médico.  

A cidade também está enfrentando a lotação e condições precárias em centros de quarentena. Algumas pessoas chegaram a receber autorização para sair de casa nas últimas semanas, no entanto, ainda são obrigadas a passar a maior parte do tempo em seus complexos habitacionais.  

As autoridades de saúde de Xangai indicam que o alívio das restrições está distante e que o objetivo é alcançar a meta de zero Covid-19 na China. 

Bandeira da China
Covid-19: Pequim realiza nova rodada de testes em massa. Imagem: TungCheung/Shutterstock

Relatos em redes sociais apontam que o isolamento forçado e o medo ser enviado para centros de quarentena têm causado frustração na população, gerando brigas e até prejudicando a saúde mental das pessoas. 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!