O piloto de carteira digital Novi será encerrado pela Meta ainda este ano. A empresa de Mark Zuckerberg pediu para que os usuários retirem os fundos “o mais rápido possível”, destacando que o serviço acaba no dia 1º de setembro. Este é o golpe final no problemático projeto de criptomoeda Diem.

Quando foi lançada, com o projeto piloto em outubro do ano passado nos Estados Unidos e na Guatemala, a carteira digital era destacada pela Meta por ajudar “as pessoas a enviar e receber dinheiro do exterior instantaneamente, com segurança e sem tarifas”. Ela usa a moeda digital USDO, o Pax Dollar. A companhia ainda citava a segurança da tecnologia de blockchain.

publicidade

Leia mais:

A ideia de Zuckerberg era ter a Novi disponível em aplicativos como Messenger e WhatsApp. Mas, nem chegou perto disso. A partir do dia 21 de julho, os usuários não poderão mais adicionar dinheiro à carteira digital. Caso alguém esqueça valores nela, a Meta afirma que “tentará transferir” os fundos para conta bancária ou cartão de débito adicionado ao serviço.

Logo após o lançamento, em 2021, membros do Senado norte-americano pediram que a Meta encerrasse o projeto. Eles destacavam que a empresa “não pode ser confiável para gerenciar criptomoedas”. Um mês depois, David Marcus, chefe dos projetos de criptomoedas, deixou a empresa.

Inagem mostra o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, sentado em um acadeira de madeira, respondendo a perguntas durante uma audiência. Ele veste terno preto com gravata da mesma core está com o cabelo curto
Mark Zuckerberg, CEO da Meta, queria que a carteira digital Novi funcionasse em seus mensageiros. Imagem: Chip Somodevilla / Getty Images

No início do ano a Diem vendeu seus ativos por cerca de US$ 200 milhões, marcando o fim deste outro projeto. De todo modo, a Meta não deve abandonar a ideia de ter o próprio ativo digital e carteira. A empresa pretende usar a tecnologia desenvolvida em outros produtos para construir o metaverso, como colecionáveis digitais.

Os tokens não fungíveis (NFTs) agora são suportados no Facebook para criadores selecionados baseados nos EUA, além do teste no Instagram. Há ainda o trabalho em outra moeda digital, sem ser baseada em blockchain, o Zuck Bucks. Mark Zuckerberg também quer uma carteira digital que dê para armazenar diversos itens, operando no metaverso.

Via: The Verge

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!