Buracos negros são objetos astronômicos fascinantes. São regiões do espaço onde a gravidade é tão forte que nem a luz pode escapar. Existem diversos desses objetos conhecidos, mas qual é o maior deles? Neste artigo, vamos falar sobre os 5 maiores buracos negros do universo. Confira:

O que é um buraco negro?

Um buraco negro é uma região do espaço onde a gravidade é tão forte que nem a luz pode escapar. A luz é o movimento mais rápido que existe no universo, portanto, se nem a luz consegue escapar de um desses corpos astronômicos, é por a gravidade ser realmente muito forte.

publicidade

Qual é a forma de um buraco negro?

A forma de um desses objetos astronômicos é determinada pelo seu campo gravitacional. Quanto maior o objeto astronômico, mais forte é o seu campo gravitacional e, consequentemente, mais distorcida fica a sua forma.

Os buracos negros podem ser classificados de acordo com o seu tamanho. Os supermassivos são os maiores do universo e possuem um tamanho que pode variar entre algumas vezes o tamanho do Sol até centenas de vezes o tamanho do Sol. Já os estrelares são os que possuem um tamanho similar ao da nossa estrela. E por fim, os primordiais são os que foram formados logo no início do universo.

O que é necessário para formar um buraco negro?

Para que um buraco negro seja formado, é necessário que haja uma grande quantidade de massa concentrada em um pequeno espaço. Quanto maior a massa, mais forte será o campo gravitacional e, consequentemente, mais fácil será para a luz escapar da região.

A maioria dos supermassivos é formada pela junção de várias estrelas em uma única região do espaço. Já os estrelares são formados quando uma estrela morre e colapsa sobre si mesma. E por fim, os primordiais foram formados logo no início do universo, quando as condições eram ideais para a formação de buracos negros.

O que acontece se algum objeto cair em um buraco negro?

Se um objeto, seja ele uma estrela, um planeta ou até mesmo uma nave espacial, cair em um buraco negro, ele será sugado para dentro do obejto astronômico e nunca mais voltará. Isso acontece porque a gravidade é tão forte que nem a luz consegue escapar. Quanto mais um objeto se aproxima de um desses objetos, mais ele sofre um efeito conhecido como espaguetificação, que é quando o campo gravitacional do objeto faz com que um corpo seja esticado como se fosse um fio de macarrão.

buraco negro
Imagem: Sasanka7 – Shutterstock

Qual é o significado do buraco negro?

Os buracos negros são importantes por diversos motivos. Em primeiro lugar, eles nos permitem compreender a natureza da gravidade. Além disso, eles também estão presentes em muitas galáxias e podem influenciar o comportamento dessas galáxias. Por fim, esses objetos astronômicos são importantes fontes de energia no universo.

A descoberta dos buracos negros

Os buracos negros foram descobertos a partir da observação de outros objetos astronômicos. A primeira descoberta foi feita em 1784, pelo astrônomo inglês John Michell. Michell observou que algumas estrelas tinham um campo gravitacional tão forte que nem a luz conseguia escapar delas.

No século 19, o astrônomo francês Pierre-Simon Laplace foi o primeiro a sugerir a existência dos objetos astronômicos. Laplace observou que as leis da gravidade poderiam explicar a existência desses objetos.

Em 1915, o alemão Karl Schwarzschild foi o primeiro a calcular as propriedades de um buraco negro. Schwarzschild calculou que um desses objetos poderia ter uma massa determinada e um raio de eventos determinado. A primeira evidência científica da existência dos objetos astronômicos foi obtida em 1971, pelo astrônomo americano John Wheeler.

Buracos negros são caminhos de minhoca?

Não são, apesar de muitas pessoas acreditarem que sim. Caminhos de minhoca são teorias da física que sugerem a existência de portais que podem transportar pessoas e objetos de um lugar para outro instantaneamente. No entanto, até o momento, não há nenhuma evidência científica que comprove a existência de caminhos de minhoca.

Buracos negros conhecidos

Quasar SDSS J0100+280

O primeiro desses objetos que vamos mencionar é o quasar SDSS J0100+280. Esse objeto astronômico foi descoberto em 2014 e tem um tamanho de cerca de 12 bilhões de vezes o diâmetro do Sol. Ele está localizado a cerca de 13,26 bilhões de anos-luz da Terra e é o objeto do tipo massivo conhecido até o momento.

M87*

Outro objeto interessante é o M87*, que fica no centro da galáxia M87. Ele tem um tamanho de cerca de 22 milhões de vezes o diâmetro do Sol e uma massa de cerca de 40 bilhões de vezes a massa do Sol. Ele está localizado a cerca de 54 milhões de anos-luz da Terra.

Visão polarizada da luz ao redor do buraco negro M87
Visão polarizada da luz ao redor do buraco negro M87. Imagem: EHT Collaboration

NGC 1277*

O buraco negro NGC 1277* também é muito interessante. Ele tem um tamanho de cerca de 17 milhões de vezes o diâmetro do Sol e uma massa de cerca de 200 milhões de vezes a massa do Sol. Ele está localizado a cerca de 220 milhões de anos-luz da Terra.

IC 1101

Por fim, o IC 1101 é outro objeto interessante. Ele tem um tamanho de cerca de 60 milhões de vezes o diâmetro do Sol e uma massa de cerca de 100 trilhões de vezes a massa do Sol. Ele está localizado a cerca de 28 bilhões de anos-luz da Terra.

Sagittarius A*

Por último, mas não menos importante, temos o buraco negro Sagittarius A*. Esse objeto astronômico tem um tamanho de cerca de 44 milhões de vezes o diâmetro do Sol e uma massa de cerca de quatro milhões de vezes a massa do Sol. Ele está localizado no centro da nossa galáxia, a cerca de 26.000 anos-luz da Terra.

Qual o nome do buraco negro fotografado?

Em abril de 2019, a primeira fotografia de um buraco negro foi divulgada. A imagem mostrava um objeto no centro da galáxia M87. Ele tem um nome: M87*.

O que é um quasar?

Um quasar é um objeto astronômico que emitindo uma enorme quantidade de energia. Quasares são os buracos negros mais luminosos do universo e podem ser vistos a grandes distâncias.

  • SDSS J0100+280 é um quasar. Ele está localizado a cerca de 13,26 bilhões de anos-luz da Terra e é o buraco negro mais massivo conhecido até o momento.
buraco negro engolindo estrela
Imagem: Jurik Peter – Shutterstock

Qual é a diferença entre um buraco negro e um quasar?

A principal diferença entre eles é que os primeiros são objetos astronômicos em repouso, enquanto os quasares são objetos astronômicos extremamente ativos. Outra diferença importante é que os buracos não emitem luz, enquanto os quasares emitem uma enorme quantidade de energia.

Até o momento, foram descobertos buracos negros em várias partes do universo. No entanto, ainda há muito que os cientistas não sabem sobre esses objetos astronômicos misteriosos. Esperamos que, com o tempo, possamos aprender mais sobre esses e outros objetos do universo.

Qual é o buraco negro mais próximo da Terra?

O buraco negro mais próximo da Terra é o Sagittarius A*. Ele está localizado a cerca de 26.000 anos-luz da Terra, no centro da nossa galáxia.

O que significa “Messier”?

O termo “Messier” é usado para descrever buracos negros, nebulosas e outros objetos do universo. Messier foi um astrônomo que criou uma lista de objetos celestes em 1758. A lista Messier contém 110 objetos, incluindo o M87*.

O que significa “New General Catalog”?

O New General Catalog (NGC) é uma lista de objetos do universo, incluindo buracos negros, nebulosas e outros objetos. A lista foi criada pelo astrônomo John Dreyer em 1888 e contém 7840 objetos. O buraco NGC 1277* está listado no NGC.

O que significa “Index Catalogue”?

O Index Catalogue (IC) é uma lista de objetos do universo, incluindo buracos negros, nebulosas e outros objetos. A lista foi criada pelo astrônomo John Dreyer em 1895 e contém 5364 objetos. O IC 1101 está listado no IC.

Qual é a diferença entre um buraco negro e uma nebulosa?

A principal diferença é que os buracos negros são objetos celestes extremamente densos, enquanto as nebulosas são nuvens de gás e poeira interestelar. Outra diferença importante é que os buracos negros não emitem luz, enquanto as nebulosas podem ser extremamente luminosas.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!