O regulador de jogos da China disponibilizou licenças de publicação para 69 jogos online, incluindo games que pertencem às desenvolvedoras chinesas como iDreamSky e G-bits Network Technology. A informação foi divulgada pela agência Reuters nesta última segunda-feira (1º).

Jogos que pertencem às companhias tecnológicas Tencent e NetEase não estão entre as aprovadas na lista publicada pela Administração Geral da Imprensa e Publicação da China.

publicidade
china
Imagem: Reprodução/Newzoo

Em 2021, a China já havia introduzido regras que estabalecem a quantidade de tempo que menores de 18 anos no país podem jogar videogames: até três horas por semana. Segundo as autoridades chinesas, a medida visa combater o vício nos games.

Além da China: Diretor demitido da Ubisoft está trabalhando para a Tencent

De acordo com informações divulgadas pelo Axios, o ex-diretor criativo de Assassin’s Creed Valhalla, Ashraf Ismail, está trabalhando para o conglomerado chinês Tencent. Ele foi demitido da Ubisoft Montreal em 2020 após investigações internas sobre condutas inapropriadas, envolvendo assédio sexual, abuso de poder e acusações de infidelidade conjugal.

Leia mais:

Segundo o jornal, além de ser um consultor, Ismail também está ocupando o cargo de diretor criativo na TiMi Studio Group, estúdio que faz parte da Tencent. Além disso, a empresa chinesa abriu um estúdio em Montreal, em julho do ano passado e um funcionário do local revelou à Axios que o diretor está trabalhando com a equipe desde a abertura do mesmo.

Para saber mais sobre o caso, acesse a reportagem do Olhar Digital.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!