Esse mês, eu fiz dois posts mais extensos com minhas impressões (e algumas dicas) sobre o DALL-E 2 e o Midjourney, ferramentas para criar imagens (artísticas ou realistas) a partir de textos usando inteligência artificial, mas qual das duas você deve usar? Bem, isso depende do que você pretende criar com eles.

Assim, quem quiser saber mais sobre cada um deles, pode ir direto nos meus artigos sobre o Midjourney e sobre o DALL-E 2, pois esse texto vai ser dedicado a comparar os resultados de cada um.

Um olho digital high-tech hiper-realista segundo o Midjourney e o DALL-E 2
Um olho digital high-tech hiper-realista segundo o Midjourney e o DALL-E 2 / Imagens: Nick Ellis

É difícil apontar qual dos dois é o melhor, pois isso depende muito do resultado que você quer obter. Como pincéis de diferentes espessuras e estilos, cada um tem o seu valor e o seu uso. 

Resumindo bastante, pois isso pode ser bem complexo, o Midjourney tem uma pegada mais artística, enquanto o DALL-E 2 é mais realista, mas isso depende do prompt, ou frase usada.

publicidade

Quanto mais eu testo o DALL-E 2 e o Midjourney, mais eu gosto dessas duas ferramentas. Apesar de concorrentes, elas também se complementam, já que é possível usar uma como fonte de inspiração para criar imagens na outra. Indo além, no caso do DALL-E 2, é possível usar qualquer imagem, incluindo as de outros apps, como parte da criação.

Nesse post, mais do que falar sobre pontos fortes e fracos de cada um, vou mostrar comparativos dos resultados de diferentes prompts feitos neles. Assim, você terá referências visuais para saber exatamente qual dos dois usar para obter diferentes resultados. 

Quer criar suas próprias imagens? Clique aqui para testar o Midjourney (você vai precisar do Discord) e clique aqui para se inscrever na lista de espera do DALL-E 2.

Comparação entre os resultados do DALL-E 2 e Midjourney

Nos comparativos desse post, vou mostrar as imagens feitas com o Midjourney na esquerda, e as feitas com o DALL-E 2 na direita. Além disso, também vou mostrar duas que gostei mais lado a lado, seguidas pelas quatro opções sugeridas por cada app.

Robô com expressões humanas feito pelo Midjourney e pelo DALL-E 2
Robô com expressões humanas feito pelos dois apps / Imagens: Nick Ellis

Na imagem acima, vemos os resultados do Midjourney e do DALL-E 2 para o prompt “robô com expressões humanas”. Na imagem abaixo, vemos os quatro resultados de cada app para essa mesma busca.

Robô com expressões humanas feito pelo Midjourney e pelo DALL-E 2
Robô com expressões humanas feito pelos dois apps / Imagens: Nick Ellis

Na imagem abaixo, com o prompt “o último bastião da humanidade”, vemos como o Midjourney entrega resultados mais artísticos, enquanto o DALL-E 2 apresenta imagens mais realistas.

O último bastião da humanidade
O último bastião da humanidade / Imagens: Nick Ellis

Abaixo os quatro prompts produzidos por cada app mostram a mesma tendência. A quarta imagem do DALL-E 2 mostra como o app tem problemas para renderizar textos.

O último bastião da humanidade
O último bastião da humanidade / Imagens: Nick Ellis

O prompt abaixo é “um alienígena steampunk”, e novamente vemos que o resultado do DALL-E 2 é mais realista, e não tão alienígena quando o do Midjourney.

Um alienígena steampunk
Um alienígena steampunk / Imagens: Nick Ellis

Abaixo vemos quatro variações de cada app para o mesmo prompt. Com exceção do primeiro resultado do DALL-E 2, os outros três são bem realistas.

Variações de alienígenas steampunk
Variações de alienígenas steampunk / Imagens: Nick Ellis

Qual dos dois usar? Depende do que você quer mostrar

Abaixo, pedi aos dois apps para desenharem um “astronauta correndo do sol em Mercúrio”. Da mesma forma, a arte produzida pelo Midjourney é mais artística do que a do seu rival.

Astronauta correndo do sol em Mercúrio
Astronauta correndo do sol em Mercúrio / Imagens: Nick Ellis

Na imagem abaixo, vemos quatro variações do mesmo prompt, seguindo o mesmo estilo. Com esse prompt específico, gostei bem mais das criações feitas com o DALL-E 2.

Variações do astronauta correndo do sol em Mercúrio
Variações do astronauta correndo do sol em Mercúrio / Imagens: Nick Ellis

Na imagem abaixo, pedi aos dois apps para desenharem minha cidade natal, o Rio de Janeiro, só que 10 mil anos no futuro.

Variações de Rio de Janeiro 1000 anos no futuro
Rio de Janeiro 1000 anos no futuro / Imagens: Nick Ellis

Confira também as variações produzidas por cada app. Nesse exemplo, gostei mais das criações do Midjourney.

Variações de Rio de Janeiro 1000 anos no futuro
Variações de Rio de Janeiro 1000 anos no futuro / Imagens: Nick Ellis

Pedi aos dois apps parar criarem o homem vitruviano de Leonardo Da Vinci, mas com o estilo de H. R. Giger.

Homem vitruviano desenhado por H.R. Giger
Homem vitruviano desenhado por H.R. Giger / Imagens: Nick Ellis

Nesse exemplo, acredito que o Midjourney entregou um resultado bem mais próximo do que eu tinha imaginado em todas as variações.

Variações do homem vitruviano desenhado por H.R. Giger
Variações do homem vitruviano desenhado por H.R. Giger / Imagens: Nick Ellis

Realismo x tom artístico: o que esperar de cada ferramenta

Na imagem abaixo, que gostei tanto que usei no meu post do Midjourney, pedi aos dois apps para imaginarem uma biblioteca na qual os livros são galáxias com um teto de vidro mostrando a Via-Láctea.

Uma biblioteca na qual os livros são galáxias com um teto de vidro mostrando a Via Láctea
Uma biblioteca na qual os livros são galáxias com um teto de vidro mostrando a Via-Láctea / Imagens: Nick Ellis

Apesar de ter adorado a primeira opção, diria que o DALL-E 2 se saiu melhor nesse prompt específico, chegando mais perto do que eu tinha imaginado.

Variações da biblioteca na qual os livros são galáxias com um teto de vidro mostrando a Via Láctea
Variações da biblioteca na qual os livros são galáxias com um teto de vidro mostrando a Via-Láctea / Imagens: Nick Ellis

Na imagem abaixo, mais uma mostra de como o DALL-E 2 oferece resultados mais realistas que seu concorrente.

Homem no Rio de Janeiro estilo Blade Runner, fotografia detalhada
Homem no Rio de Janeiro estilo Blade Runner, fotografia detalhada / Imagens: Nick Ellis

Além disso, as variações desse prompt reforçam novamente essa pegada mais artística do Midjourney.

Variações de homem no Rio de Janeiro estilo Blade Runner, fotografia detalhada
Variações de homem no Rio de Janeiro estilo Blade Runner, fotografia detalhada / Imagens: Nick Ellis
Capitã pirata de cabelos escuros em seu navio no por do sol
Capitã pirata de cabelos escuros em seu navio no por do sol / Imagens: Nick Ellis

Na imagem acima, gostei bastante dos resultados dos dois apps, mas é fácil ver que o DALL-E 2 oferece mais detalhes, enquanto seu concorrente foca mais no estilo da pintura.

Variações da capitã pirata de cabelos escuros em seu navio no por do sol
Variações da capitã pirata de cabelos escuros em seu navio no por do sol / Imagens: Nick Ellis

As variações desse prompt seguem o mesmo padrão das imagens em destaque.

DALL-E 2 também pode ser usado para gerar imagens artísticas

Um sonho de 1000 gatos
Um sonho de 1000 gatos / Imagens: Nick Ellis

Na imagem acima, escolhi o título de uma história de The Sandman, de Neil Gaiman, adaptada para a série da Netflix. Gostei bastante da imagem do destaque do DALL-E 2, que nesse caso se saiu bem melhor que seu rival.

Variações de um sonho de 1000 gatos
Variações de um sonho de 1000 gatos / Imagens: Nick Ellis

É claro que o DALL-E 2 também pode entregar imagens mais artísticas, tudo depende do prompt usado. Nas variações dessa busca, vemos que o Midjourney optou por um caminho bem artístico, enquanto o seu concorrente focou mais no realismo. A exceção é a última opção, que foi justamente a que me agradou mais.

Galactus observa um planeta explodindo enquanto segura o Surfista Prateado na sua mão
Galactus observa um planeta explodindo enquanto segura o Surfista Prateado na sua mão / Imagens: Nick Ellis
Galactus observa um planeta explodindo enquanto segura o Surfista Prateado na sua mão
Variações de Galactus observa um planeta explodindo enquanto segura o Surfista Prateado na sua mão / Imagens: Nick Ellis
Uma capivara usando traje espacial no topo de um prédio em um planeta alienígena
Uma capivara usando traje espacial no topo de um prédio em um planeta alienígena / Imagens: Nick Ellis

Além disso, mesmo que seja mais realista que o Midjourney, o DALL-E 2 também consegue superar o seu rival, como vemos nas imagens da capivara espacial acima.

Variações da capivara com traje espacial no topo de um prédio em um planeta alienígena
Variações da capivara com traje espacial no topo de um prédio em um planeta alienígena / Imagens: Nick Ellis

Assim, cada uma dessas ferramentas tem seu uso, e, na verdade, uma pode complementar a outra muito bem, basta usar a criatividade nos prompts.

Leia também:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!