Nos últimos dias, uma sucessão de avistamentos de possíveis objetos voadores não identificados (os chamados OVNIs) na região sul do Brasil vem intrigando os pilotos de aviões, a comunidade científica e a população em geral. Afinal, o que de fato seriam as luzes observadas em movimento tanto a partir das cabines de comando de aeronaves quanto registradas e compartilhadas nas redes sociais por observadores ao chão?

Representação artística de um avistamento de luzes suspeitas a partir da cabine de comando de um avião. Imagem: VanderWolf Images – Shutterstock. Edição: Olhar Digital

Foram levantadas as mais diversas suspeitas: aviões, drones ou aeromodelos iluminados, reflexo dos raios do Sol nos painéis solares de satélites ou mesmo ilusões de ótica. Depois de proceder com todas as análises possíveis, a Rede Brasileira de Observação de Meteoros (BRAMON), finalmente, tem a resposta. 

Para revelar tudo o que se descobriu a respeito dos fenômenos, dois membros da BRAMON vão participar, ao vivo, do programa Olhar Espacial desta sexta-feira (11).

Carlos Fernando Jung, diretor regional Sul da BRAMON, é um dos convidados do Olhar Espacial desta noite. Imagem: Arquivo pessoal

Um deles é o diretor regional Sul da organização, Carlos Fernando Jung, pós-doutor em Engenharia com uma extensa carreira acadêmica e proprietário do Observatório Espacial Heller & Jung, que fica em Taquara (RS).

publicidade

O outro é o astrofotógrafo e “caçador de tempestades” Gabriel Zaparolli, que faz parte da entidade desde 2016 e que, esta semana, gravou um vídeo das aparições em Torres, no extremo norte do litoral Atlântico do Rio Grande do Sul, divisa com Santa Catarina.

Gabriel Zaparolli, astrofotógrafo e membro da BRAMON desde 2016, vai participar na edição desta setxa-feira (11) do programa Olhar Espacial. Imagem: Arquivo pessoal

Leia mais:

Ficou curioso? Então, você não pode perder o programa desta noite, que vai mostrar, também, um experimento desenvolvido pelo apresentador Marcelo Zurita, presidente da Associação Paraibana de Astronomia — APA; membro da SAB — Sociedade Astronômica Brasileira; diretor técnico da BRAMON e coordenador regional (Nordeste) do Asteroid Day Brasil. Trata-se de uma simulação que exemplifica o enigmático evento.

O Olhar Espacial é transmitido ao vivo, todas às sextas-feiras, às 21h, pelos canais oficiais do veículo no YouTube, Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn e TikTok.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!