Neste mês de novembro, completaram-se 100 anos da descoberta da tumba de Tutancâmon, o Rei Tut, que governou o Egito entre os anos de 1332 a 1323 AEC. (Era Comum – EC – e Antes da Era Comum – AEC – são as nomenclaturas atualizadas para os termos Depois de Cristo – d.C. – e Antes de Cristo – a.C.).

Arqueólogo examina múmia dentro da tumba de Tutancâmon, o Faraó Menino do Egito. Imagem: Griffith Institute, University of Oxford/Reprodução

Em 4 de novembro de 1922, o arqueólogo britânico Howard Carter encontrou uma misteriosa tumba na região do Vale dos Reis, onde os faraós e nobres poderosos eram enterrados no período do Império Novo (século XVI e XI AEC), no Egito. 

A tumba de Tutancâmon estava repleta de tesouros que resistiram a saqueadores e à deterioração do tempo – mas que podem ter sido desviadas pelo próprio descobridor da sepultura (você pode ver mais detalhes sobre essas joias e o desvio delas nesta matéria do Olhar Digital).

Além das joias, entre as mais de cinco mil relíquias preservadas estavam obras de arte, armas, alimentos, roupas, bengalas e outros objetos cotidianos do Rei Tut. E, mesmo depois de um século, o tesouro ainda mexe com a imaginação e a curiosidade do Ocidente sobre o Egito Antigo.

publicidade

Quem foi Tutancâmon?

Por ter assumido o trono ainda criança – com apenas dez anos de idade – Tutancâmon ganhou a cognominação de “O Faraó Menino”. Ele era filho do rei Aquenáton, e os historiadores ainda debatem sobre quem seria sua mãe (acredita-se que ele possa ter sido fruto de uma relação incestuosa de Aquenáton com uma de suas irmãs, o que era muito comum).

Durante o império de seu pai, os egípcios foram forçados a trocar a adoração a diversos deuses pelo culto a um só, Áton, considerado fonte de luz, vida e calor, o “criador de tudo e de todos”. Assim, o reinado de Tutancâmon foi marcado pela reconciliação com aliados vizinhos que tinham enfraquecido os laços políticos durante esse período.

Tutancâmon morreu muito jovem, com apenas 19 anos, provavelmente devido a uma infecção causada por um ferimento na perna. 

Leia mais:

Objetos mais inusitados encontrados na tumba de Tutancâmon

1 – Manequim de Tutancâmon

Na tumba do Rei Tut havia um manequim com suas feições, possivelmente usado para ajudá-lo a experimentar suas roupas e joias. O objeto é feito de estuque, um tipo de argamassa, e madeira pintada. 

2 – Sandálias de ouro

Junto com o manequim, tinha também uma enorme quantidade de roupas do governante: entre os cerca de 100 trajes, havia 12 vestimentas luxuosas para ocasiões especiais, além de dezenas de calçados, meias e roupas íntimas.

Uma das sandálias encontradas na tumba. Imagem: Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito

Uma sandália de couro revestida com folhas de ouro estava na própria múmia do faraó. Acredita-se que o artefato nunca foi usado por Tut, já que era costume da época fazer roupas e sapatos especiais para o enterro dos reis.

3 – Máscara mortuária

O item mais famoso encontrado na tumba de Tutancâmon é sua máscara mortuária. Feita de ouro e pedras semipreciosas, como obsidiana e quartzo, o item de 53 centímetros e 10 kg estava cobrindo o rosto da múmia. A máscara ilustra o jovem rei com uma longa barba e um cocar enfeitado com uma cobra e um abutre.

Múmia de Tutancâmon com a máscara mortuária. Imagem: Griffith Institute, University of Oxford/Reprodução

4 – Adaga feita com ferro de meteorito

Na tumba também foram encontradas duas adagas com cabos de ouro. Uma delas contém detalhes em ouro incrustados em uma lâmina de ferro comum. A lâmina da outra, no entanto, foi feita com ferro extraído de um meteorito. 

Duas adagas encontradas na tumba do Rei Tut, sendo uma delas feita com ferro extraterrestre. Imagem: Griffith Institute, University of Oxford/Reprodução

5 – Sarcófago triplo 

Tutancâmon foi enterrado dentro de três caixões, que pesam, juntos, cerca de 1.200 kg. Por essa razão, embora a tumba tenha sido descoberta em 1922, somente depois de três anos o arqueólogo conseguiu ter acesso à múmia.

Segundo o Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito, após o processo de mumificação, o corpo do faraó foi envolto em linho e colocado em um primeiro caixão, feito de ouro maciço. Este, por sua vez, foi colocado dentro de uma caixa de madeira dourada. O caixão externo também é feito de madeira dourada e conta com detalhes em vidros azuis e vermelhos.

Caixa de quartzito que abrigava o sarcófago triplo de Tutancâmon. Griffith Institute, University of Oxford/Reprodução

6 – Caixa de quartzito

Os três caixões do Rei Tut foram encontrados dentro de uma caixa de quartzito, esculpida com representações de quatro deusas egípcias: Ísis, Néftis, Neith e Sélquis.

Interior da caixa de quartzito que abrigava o sarcófago triplo de Tutancâmon. Griffith Institute, University of Oxford/Reprodução

7 – Jogos de tabuleiro

De acordo com o site Live Science, pelo menos quatro jogos de tabuleiro foram encontrados na tumba de Tutancâmon, alguns deles com peças feitas de marfim – matéria-prima extraída das presas dos elefantes. 

8 – Trono de ouro

Havia dois tronos na tumba do faraó, um apenas de madeira ébano e o outro revestido em ouro e prata, com representações artísticas do Rei e de sua esposa, Anquesenamom, e detalhes em pedras semipreciosas, esmalte e vidro colorido.

Trono ornamentado descoberto na tumba do Rei Tutancâmon. Imagem: Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito

9 – Camas

Entre os milhares de itens havia várias camas. Uma delas era feita de madeira revestida de ouro e detalhes desenhados que se assemelham a manchas de uma vaca. No Egito Antigo, o animal muitas vezes era associado a Hathor, a deusa do céu considerada símbolo de mãe para os faraós.

10 – Estátua de Anúbis

Pinturas, objetos e estátuas de diversos deuses egípcios foram também encontrados na tumba de Tutancâmon. Entre eles, a estátua de Anúbis, o deus dos mortos e da mumificação. O objeto era feito com madeira pintada de preto e detalhes em ouro.

Estátua do deus egípcio dos mortos, Anúbis, que estava na tumba do Faraó Menino. Imagem: Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito

11 – Centenas de bengalas

O sarcófago de Tutancâmon também continha mais de 130 bengalas. Por muitos anos, não se sabia se os itens eram realmente usados pelo faraó por necessidade ou se faziam parte dos trajes habituais dos reis. Estudos recentes, no entanto, concluíram que seu ferimento na perna fez com que ele precisasse de apoio para andar até o fim de sua curta vida.

12 – Carruagens de ouro

Também foram encontrados os restos de seis carruagens. Feitos de madeira, os veículos tinham detalhes em ouro e algumas artes desenhadas. Uma delas ilustrava seis escravos e hieróglifos com os nomes de Tutancâmon e Anquesenamom. 

Seis carruagens desmontadas foram encontradas na tumba do Rei Tut. Imagem: Griffith Institute, University of Oxford/Reprodução

13 – Múmia

Embora a maioria dos objetos encontrados no túmulo do faraó tenham sido levados para museus e exposições itinerantes em todo o mundo, a múmia de Tutancâmon permanece até hoje em sua tumba no Vale dos Reis, onde foi enterrado por seus súditos há mais de 3 mil anos.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!