A Meta está procurando fazer atualizações em suas ferramentas e uma delas envolve o recurso para encontrar relacionamentos amorosos no Facebook, a aba Namoro (Dating). Alguns testes serão realizados com tecnologias de verificação de idade.

O Facebook Namoro surgiu como um possível concorrente ao Tinder, mas o serviço ainda não decolou como esperado. Nesta segunda-feira (5), a Meta anunciou que o recurso terá experiências que irão adicionar vídeos e uploads de identidade e vai expandir a parceria com o Yoti, um provedor ID online.

Leia também!

A nova medida da Meta ocorre em meio às pressões que órgãos reguladores estão exercendo sobre empresas online nas questões de proteções para menores de idade. A empresa do Facebook tem investido em várias tecnologias de identificação de idade que dependem de inteligência artificial (IA) e alguns testes são feitos em postagens de aniversário de usuários.

publicidade

No Instagram, a Meta testou essa tecnologia IA e vem solicitando a data de aniversário para alguns usuários dos EUA, isso por meio de uma imagem da identidade ou um vídeo/selfie. Com isso, o experimento será expandido para o Facebook Namoro.

“Temos o compromisso de garantir que as pessoas tenham experiências adequadas à idade em nossas tecnologias e, como parte desse trabalho, testamos ferramentas de verificação de idade e usamos tecnologia de detecção de idade para impedir que menores de 18 anos acessem experiências destinadas para adultos”, explica a empresa do Facebook, em um comunicado no site.

Imagem: Reprodução/Meta
Imagem: Reprodução/Meta

Nesse sentido, a tecnologia utilizada no Facebook Namoro detecta um usuário que pode ter menos de 18 anos e envia uma solicitação para verificar a idade. Assim, a pessoa tem duas opções: filmar o rosto através de uma selfie, em que o Yoti irá estimar a idade com base em características faciais, ou checar a idade carregando uma imagem da identidade no Facebook, que será criptografada e armazenada – os usuários vão poder gerenciar por quanto tempo a imagem ficará salva no sistema.

De acordo com a Meta, os impactos que a ferramenta trouxe após ser adicionada nas redes já são visíveis. Os testes se iniciaram em junho e desde então, “centenas de milhares” de usuários foram colocados em suas faixas etárias apropriadas. A empresa aponta também que a tecnologia impediu 96% de adolescentes que tentaram editar a data de nascimento para maiores de 18 anos e seu levantamento interno indica que 81% dos usuários optaram pelo vídeo selfie do Yoti no processo de checagem.

Por outro lado, o novo sistema levanta preocupações. Segundo grupos de defesa da privacidade e do consumidor, há um alerta sobre os métodos, que são classificados como invasivos e arriscados. Alguns órgãos também indicam que o sistema pode ser facilmente contornados e os riscos de privacidade são aparentes, visto que o armazenamento de IDs ocorre por um tempo indeterminado.

A Meta anunciou que o teste de ferramentas de verificação de idade do Facebook Namoro acontecerá somente nos EUA, mas deve expandir o recurso para outros países futuramente.

Informações via Tech Crunch

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!