O primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, anunciou nesta sexta-feira (9) um novo acordo com a Itália e o Japão para o desenvolvimento do Tempest, um novo caça a jato com inteligência artificial. “A próxima geração de aeronaves de combate protegerá a nós e a nossos aliados em todo o mundo”, disse Sunak.

O trabalho de desenvolvimento já está em andamento e também usará sensores de ponta para auxiliar o piloto em situações de “estresse extremo”. Além de fortalecer os laços de segurança entre as nações, a iniciativa também vai criar “milhares de empregos”, destacou o primeiro-ministro.

publicidade

Veja também:

O plano é que o avião também consiga disparar mísseis hipersônicos e até eventualmente voar sozinho sem um piloto a bordo por meio de um sistema avançado de pilotagem autônoma.

publicidade

Por ser uma iniciativa complexa e cara, a Grã-Bretanha foi obrigada a procurar parceiros para tirar a ideia do papel. A primeira a contribuir com o projeto foi a Itália, seguida pelo Japão. Outros países devem aderir ao programa no futuro.

Vale destacar que os EUA, responsável pelo programa de desenvolvimento do F35 — o modelo em destaque na imagem acima e o caça mais caro já feito pelo Pentágono —, também já está de olho na ideia.

publicidade

“Precisamos permanecer na vanguarda dos avanços da tecnologia de defesa — superando aqueles que procuram nos prejudicar”, afirmou Sunak. “A parceria internacional que anunciamos com a Itália e o Japão visa fazer exatamente isso”.

A japonesa Mitsubishi Heavy Industries e a italiana Leonardo estão entre as empresas envolvidas no projeto. O plano é que o caça de última geração comece a voar até 2035, com capacidade para carregar armamentos mais modernos que o Typhoon, seu irmão mais velho que estreou em 1994 na Europa.

publicidade

Via: BBC

Imagem principal: Digital Storm/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!