Com a chegada do Carnaval, as ruas devem ficar lotadas com foliões. Essa é uma época de diversão, mas que demanda cuidado para não cair em golpes ou ser vítima de furtos. A Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) alerta para diferentes riscos em meio às aglomerações.

Com milhares de pessoas reunidas, um dos golpes mais comuns é a troca de cartão. Ao notar pessoas distraídas, golpistas se passando por vendedores ambulantes ficam atentos à senha digitada pelo cliente e trocam o cartão por outro. Quando a vítima percebe, um grande estrago pode já ter sido feito.

publicidade

Leia mais:

Cuidado ao digitar a senha

De acordo com Adriano Volpini, diretor do Comitê de Prevenção a Fraudes da FEBRABAN, os golpistas costumam utilizar algum truque para desviar a atenção do folião, permitindo que ele visualize a senha digitada. 

publicidade

É importante ressaltar que o campo de senha [da maquininha] deve mostrar apenas asteriscos. Também é muito importante que a própria pessoa insira o cartão na maquininha e confira se o cartão devolvido é realmente o seu. Peça o recibo impresso da transação ou verifique se o valor está correto nas mensagens SMS que recebe no app do banco. No caso de pagamento via QR Code ou transferência, confira o valor e o destinatário do dinheiro

Adriano Volpini, diretor do Comitê de Prevenção a Fraudes da FEBRABAN
(Imagem: Kleber Cordeiro / Shutterstock)

Mantenha o celular protegido

Boa parte dos roubos é feita enquanto os usuários usam o smartphone, porque os bandidos já pegam o aparelho desbloqueado. Os aplicativos bancários estão protegidos por recursos de segurança, mas os criminosos podem procurar por senhas em anotações, documentos, e-mails e conversas armazenadas no dispositivo.

Outro alerta é para os usuários que usam a mesma senha de acesso de aplicativos em bancos. A FEBRABAN recomenda que a senha de acesso ao banco deve ser única.

publicidade

Confira 10 dicas da Febraban para curtir o Carnaval em segurança:

  • Proteja seu cartão e não o guarde solto em bolsos ou bolsas, pois isso pode facilitar o pagamento por aproximação em situações de aglomeração, como em bloquinhos de carnaval.
     
  • Ao comprar algo na rua, nunca entregue seu cartão para alguém inserir na maquininha e realizar o pagamento. Sempre faça este processo você mesmo.
     
  • Ao digitar sua senha, garanta que não esteja visível para pessoas ao seu redor.
     
  • Não aceite realizar pagamentos se o visor da maquininha estiver danificado, impedindo que você veja o valor real que está pagando.
     
  • Sempre verifique o valor digitado na maquininha e peça o comprovante impresso.
     
  • Se o vendedor informar que precisa passar o cartão novamente, desconfie. Verifique o valor e se houve alguma cobrança diferente pelo aplicativo do seu banco.
     
  • Caso o vendedor necessite pegar seu cartão, cheque se o cartão devolvido é realmente o seu.
     
  • Mantenha o seu celular sempre protegido em situações de aglomerações. Em bloquinhos de carnaval, há possibilidades de furto do aparelho.
     
  • A senha deve ser única para acesso ao banco. Também use o bloqueio de tela inicial, biometria facial/digital para acessar o celular e os aplicativos. Ative o bloqueio automático de tela.
     
  • Em caso de roubo, comunique imediatamente o seu banco e registre um boletim de ocorrência.

Imagem destaque: A.PAES / Shutterstock.com

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!