Na semana passada foi noticiado que a gigante chinesa BYD, uma das empresas mais populares no ramo de carros eletrificados, estava muito perto de assumir a última fábrica da Ford no Brasil — o Polo Automotivo de Camaçari, na Bahia.

Nesta terça-feira, 7 de março, a montadora americana negou a informação. Em nota oficial, a Ford informou que o negócio ainda não está fechado.

Com o objetivo de esclarecer as informações equivocadamente divulgadas por vários veículos de comunicação, dando como concluída a venda das instalações da Ford na Bahia, a Ford comunica que continua ativamente em processo de negociação com potencial comprador e, portanto, a venda não foi concluída. Informações futuras sobre este tema serão comunicadas a depender do progresso das negociações.

Leia mais:

A BYD, por sua vez, já havia informado que fará um anúncio oficial em abril divulgando mais detalhes sobre o negócio.

publicidade
  • De início, a meta da empresa é produzir pelo menos 30 mil veículos por ano (todos em versões híbridas e elétricas) expandindo essa capacidade eventualmente para 150 mil unidades. 
  • Vale lembrar que o plano da BYD era começar a produção na nova planta a partir de 2024, incluindo o beneficiamento de lítio para fabricação de células de baterias.
  • Para viabilizar o empreendimento, o governo da Bahia firmou um acordo que concede incentivos fiscais à empresa até 31 de dezembro de 2032.
  • Já a BYD terá que investir cerca de R$ 3 bilhões nas novas instalações, que também produzirão chassis de ônibus e caminhões, além dos carros de passeio.

O acordo firmado entre a BYD do Brasil e o governo do Estado da Bahia permite ainda processar lítio e ferro fosfato para baterias. A produção, nesse caso, será exportada para a China. Já a fábrica de chassis, abastecerá especialmente o mercado nas regiões Norte e Nordeste do país.

O híbrido Song Plus, considerado um dos carros mais econômicos do país, deve ser o primeiro modelo montado nas novas instalações da fabricante. 

Imagem principal: BYD/Divulgação

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!