Depois do período de revolução digital que teve origem na pandemia de Covid-19, as áreas de TI das empresas brasileiras estão vivendo um momento totalmente novo, impactadas pela redução de investimentos gerada pela crise mundial.

Leia mais:

Agora, aumenta a pressão por entrega de valor dos produtos que receberam investimentos vultuosos num passado recente, ou seja, não basta apenas produzir, há que se demonstrar que vale a pena continuar investindo na construção e evolução das ferramentas digitais. 

Nesse processo, temos percebido algumas mudanças no perfil de investimento em soluções tecnológicas, uma espécie de acomodação natural e até saudável no foco que será dado daqui por diante. Esse novo momento tech será marcado:

publicidade
  • Pela volta da consciência nos investimentos.
  • Pela busca da excelência e diferenciação, o que quer dizer que as empresas continuarão precisando investir em tecnologia para sobreviver e crescer.
  • Uma pesquisa do IDC FutureScape: Latin America Predictions 2023 mostra que os investimentos em infraestrutura de TI na América Latina deverão superar o crescimento do PIB neste ano.
  • Um dos grandes focos das empresas nos próximos anos deve ser na segurança das aplicações, para não serem surpreendidas e colocarem todos os investimentos de criação de soluções em risco.

Segurança deve ser o ponto central

Conforme avançamos com investimentos tecnológicos de um lado, do outro, cibercriminosos vão se tornando mais criativos para atacarem as organizações. Nesse cenário, investir em segurança também deve estar entre as prioridades corporativas.

O “Relatório de investigações de violação da Verizon de 2022” destacou que 82% das violações de cibersegurança foram causadas pelo “elemento humano”. Os executivos de serviços de TI apontam o treinamento de segurança para usuários como uma questão perene, com foco contínuo no mercado de cibersegurança em 2023 ou nos próximos anos. 

Quando uma companhia investe nessa frente, garante uma maior prevenção e proteção de ataques digitais, evita roubo de informações sigilosas e outras ameaças. Além disso, faz com que os criminosos não consigam acessar dados pessoais dos clientes ou da própria empresa e até mesmo impede que informações sejam adulteradas.

De acordo com a “Pesquisa de intenções de gastos com tecnologia de 2023” do Enterprise Strategy Group (ESG), cerca de dois terços dos 742 profissionais seniores de TI entrevistados para o relatório de novembro de 2022 citaram a segurança cibernética como uma área destinada a um maior investimento.

O ano 2023 será o da maturidade tech

Não há dúvidas de que em 2023 avançaremos e veremos muitas empresas investindo em tecnologias robustas que tragam mais maturidade enquanto apoiam o desenvolvimento dos negócios. Quem fizer as melhores apostas notará rapidamente os resultados positivos.

Num ambiente tecnológico cada vez mais complexo, é preciso contar com parceiros estratégicos que entendam as necessidades das empresas não apenas no curto prazo, mas que ajudem a proteger seus negócios de maneira eficaz e perene.

As melhores práticas de DevSecOps ditarão a velocidade e capacidade de inovação das empresas. DevSecOps é um termo técnico que será cada vez mais ouvido. Trata-se de uma cultura de desenvolvimento de software que engloba testes automatizados e implantação contínua, permeada pelo cuidado com segurança em todas as etapas do processo de entrega de novos produtos ou apps.

Sim, será um ano de muitas oportunidades para que as empresas se tornem tech e com muito mais segurança.

Imagem: Thapana_Studio (Shutterstock)

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!