A teoria mais aceita a respeito da origem de tudo o que conhecemos é de que o universo surgiu há cerca de 14 bilhões de anos num evento conhecido como Big Bang. Agora, os cientistas acreditam que ele pode ter sido sucedido por outro acontecimento chamado de Big Bang Escuro. Ele teria ocorrido cerca de uma mês depois do surgimento do universo e originado a tão misteriosa matéria escura.

Os cosmólogos acreditam que quando o Big Bang aconteceu, o universo passou por um rápido momento de expansão, conhecido como inflação, no entanto, o que causou isso ainda é alvo de debate. O que se sabe é que a ocorrência desse fenômeno pode explicar a geometria plana do universo em grande escala e outras observações.

Acredita-se que a inflação deva ter sido impulsionada por algum campo quântico exótico, que era tudo que existia nos primeiros segundos do universo. Quando a inflação do universo chegou ao fim, as partículas subatômicas se formaram e constituíram a matéria da forma como conhecemos.

Os físicos chamam o momento que as partículas se formam de “Hot Big Bang” e geralmente é associado como o início do universo. Os átomos então teriam se formado 12 minutos após o evento para apenas centenas de milhões de anos depois as primeiras galáxias terem sido criadas.

publicidade

No entanto, uma elemento nisso tudo ainda é uma incógnita: a matéria escura. 

O surgimento da matéria escura

Os cientistas ainda não sabem o que é matéria escura, já que ela não interage com a matéria comum e não emite nenhuma radiação em nenhuma frequência eletromagnética. Sua existência é baseada na sua influência gravitacional.

Até então pensava-se que a matéria escura teria surgido junto com a matéria bariônica no Hot Big Bang, se espalhando pelo universo e evoluindo de formas diferentes. Essa ideia é teorizada por ser mais simples de descrever o início das coisas do universo. Mas um artigo recentemente publicado para pré-impressão no arXiv revira tudo com uma nova teoria.

Os autores do artigo veem mais sentido na matéria escura ter surgido depois do Hot Big Bang, tendo seu próprio Big Bang.

Leia mais:

Big Bang Escuro

O Big Bang Escuro teria acontecido a partir de seus próprios campos quânticos, os campos quânticos escuros, que permitiram que a matéria escura existisse. Ele aconteceu depois que a inflação do universo acabou e esfriou, permitindo que os campos escuros formassem suas partículas.

Quando ele aconteceu também foi estimado. Se a matéria escura tivesse surgido muito cedo no universo, existiria muito mais, se fosse mais tarde, muito menos. Dessa forma, com um pouco menos de um mês depois da formação do universo, combinava com todas as observações.

A teoria de que a matéria escura surgiu sozinha traz muitas vantagens para o estudo do universo. Já que ela não interage com a matéria comum e nem se originou junto com ela, os pesquisadores podem criar modelos independentes sem se preocupar com a matéria bariônica, um outro tipo de fenômeno investigado por astrônomos.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!