Um ciclone tropical atingiu o noroeste da Austrália nessa sexta-feira (14), provocando os maiores ventos já registrados em decorrência desse fenômeno nessa região. As autoridades locais afirmaram que as cidades e vilas regionais conseguiram escapar das possíveis destruições.

O ciclone Ilsa atingiu terra firme nas primeiras horas do dia como tempestade, chegando a atingir a categoria cinco – a maior da escala. Imagens registraram as destruições na região de Pardoo, com destroços em paredes e telhados.

Leia mais:

Saiba detalhes do fenômeno:

publicidade
  • O povoado de Pardoo sofreu o maior impacto do ciclone. A cidade fica localizada a cerca de 19 horas de Perth;
  • Todd Smith, do Bureau of Meteorology, afirmou que o Ilsa foi responsável por rajada de vento de 289 quilômetros por hora, sendo o mais forte já registrado na Austrália;
  • Ele também bateu outro recorde australiano, com velocidade de vento sustentadas mais fortes ao longo de um período de dez minutos, em média de 218 quilômetros por hora.

“Isso só mostra o quão forte esse sistema era quando se aproximava da costa”, contou Smith em entrevista.

Disseram-me que as primeiras avaliações nessas áreas mostram que os danos são bastante mínimos.

Sue Ellery, ministra interina dos Serviços de Emergência

Horas após o incidente, o ciclone foi reduzido para a categoria dois, mas as autoridades estão mantendo o alerta de emergência, principalmente à medida que fenômeno avança para o interior em direção a várias comunidades aborígenes e a uma grande mina de ouro.

As tempestades tropicais costumam se espalhar com maior intensidade ao atingir o solo, mas estima-se que o Ilsa deverá manter força diferente à medida que se espalha pelo deserto de Outback. Segundo o Bureau of Meteorology, a costa noroeste da Austrália Ocidental é a região mais “propensa a ciclones” do país.

Com informações de Phys.org

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!