Velhos conhecidos da indústria automotiva, os pneus também estão ficando mais avançados. Um dos conceitos promissores é o modelo à prova de furo e sem ar criado pela francesa Michelin.

Cada vez mais perto de chegar às ruas, o produto conhecido como UPTIS (ou Sistema Único de Pneu à Prova de Furos em português) já provou que é seguro para rodar na cidade em velocidade baixa e passou recentemente por outro teste importante.

Vídeo relacionado

Leia mais:

Agora, os pneus provaram que também vão bem em alta velocidade, mais precisamente até 210 km/h. Apesar de uma pessoa comum dificilmente rodar neste ritmo, o teste na pista tem um propósito diferente e foi um pedido feito especificamente por autoridades de polícia da Europa, revela a fabricante

publicidade

Pneus à prova de furo (e de balas)

A fabricante disse que foi procurada por agentes europeus que desejam “calçar” as viaturas com o UPTIS. O vice-presidente sênior da Michelin, Bruno de Feraudy, disse em entrevista que o produto resolve uma das estratégias usadas por criminosos para fugir: atirar nos pneus das viaturas.

Pneu sem ar e à prova de furo da Michelin
Imagem: Divulgação/Michelin

Como não precisam de ar, os pneus continuam rodando mesmo após levar um tiro: “Queremos isso nos nossos carros”, disseram as autoridades.

publicidade

Apesar de não entrar em detalhes sobre como foi feito o teste de velocidade, a Michelin diz que foram utilizadas viaturas policiais comuns. A empresa também antecipou que já está negociando com gigantes com a Testa e a GM (General Motors) para testar o UPTIS em mais veículos.

Como é o pneu que não fura da Michelin?

  • A novidade foi apresentada pela marca em 2017 e, desde então, foi testada e aprovada por quem experimentou o produto em primeira mão. 
  • Basicamente, o UPTIS, fruto de uma parceria com a General Motors, resolve uma das maiores dores de cabeça do motorista: o furo dos pneus, além de oferecer mais segurança e menos transtornos na estrada.
  • Os primeiros testes práticos começaram em 2019. Em setembro de 2021, o UPTIS foi visto rodando em Munique, na Alemanha. O retorno sobre o produto foi positivo.

Este ano, os pneus passaram por mais testes de rodagem no elétrico Chevrolet Bolt e em vans de entrega da transportadora DHL. Um setor que deve tirar proveito da novidade é justamente o de veículos comerciais, bem como os carros autônomos (sem motorista caberia ao passageiro trocar o pneu, o que não é lá muito prático).

publicidade

Pneus mais sustentáveis 

Segundo um levantamento feito pela companhia francesa, pelo menos 200 milhões de pneus ainda com vida útil são descartados no meio ambiente por defeitos simples, como rasgos ou perda de pressão.

A ideia é que o UPTIS também ajude a diminuir esse número e cause menos impacto no planeta, já que é feito usando apenas materiais renováveis. Sua produção também é mais simples que os pneus convencionais, destaca a Michelin.

Quando chega ao mercado?

Segundo a empresa, o plano é colocar os pneus à prova de furo nas lojas até o fim de 2024, ano em que o produto começará a ser distribuído em larga escala. Ainda não há previsão de preço final.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!