As vendas de carros e comerciais leves novos tiveram um aumento de 11,2% em abril deste ano, em comparação ao mesmo período do ano anterior, totalizando 151.721 unidades emplacadas.

  • Os dados foram divulgados pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), a associação das concessionárias.
  • Já considerando ônibus, caminhões e motocicletas, houve uma alta de 9,7% em abril de 2023 em relação ao ano anterior.
  • As vendas de ônibus e caminhões apresentaram uma queda de 17,2% em comparação com 2022, enquanto os emplacamentos de motocicletas tiveram um aumento de 12,2% em relação ao mesmo período do ano anterior, porém uma queda de 17,1% em relação ao mês anterior.
  • Incluindo todas as categorias, a indústria automobilística nacional emplacou 296.862 unidades em abril de 2023, superando as 270.533 unidades emplacadas no mesmo mês do ano anterior.

Apesar dos números positivos de venda de carros novos, a Fenabrave considerou o desempenho “fraco”, destacando que, em comparação com março, houve uma queda de 18,7% nas vendas de automóveis e comerciais leves.

publicidade

Leia mais:

No entanto, é importante ressaltar que abril teve menos dias úteis (18, contra 23) e dois feriados, o que impactou os resultados do setor.

Ao analisar as vendas diárias, abril apresentou um resultado melhor do que março, com 8.428 unidades vendidas por dia útil, em comparação a 8.112 no mês anterior.

Porém, é importante destacar que as entidades do setor automobilístico têm comparado os resultados com o ano de 2019, período pré-pandemia. Nesse sentido, apesar do aumento percentual de emplacamentos no primeiro quadrimestre de 2023 em relação ao mesmo período de 2022, ainda há uma queda de mais de 32% em comparação a 2019.

carros novos
Reprodução: Jackson David/Unsplash

O presidente da Fenabrave destaca que as vendas de automóveis ainda estão abaixo do período pré-crise, o que não representa motivos de comemoração.

O mês de abril (18 dias) teve 5 dias úteis a menos do que março (23), com dois feriados que caíram em sextas-feiras, afetando, também, o sábado. Isso impactou no resultado do setor como um todo. Apesar desse fraco desempenho, alguns segmentos tiveram aumento de emplacamentos por dias úteis e já se recuperaram em relação à pandemia, o que não aconteceu com automóveis que, infelizmente, ainda apresentam queda real expressiva.

Andreta Jr., Presidente da Fenabrave

Em abril de 2019, foram emplacados 221.321 automóveis e comerciais leves novos, cerca de 70 mil unidades a mais do que em 2023. No acumulado de janeiro a abril, a diferença é ainda maior: 588.509 unidades em 2023 contra 801.330 unidades em 2019.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!