Autoridades dos EUA disseram que o balão chinês flagrado sobrevoando o país em fevereiro de 2023 contava com tecnologia estadunidense para coletar “informações visuais”, conforme revelou o The Wall Street Journal.

O que se sabe sobre o balão chinês

  • Análises de diversas agências de defesa e inteligência dos EUA detectaram que o balão transportava equipamentos estadunidenses comercializáveis;
  • Parte desses equipamentos podia ser encontrada a venda na internet;
  • Também foram encontrados sensores chineses;
  • Os equipamentos, segundo autoridades, eram usados coletar fotos, vídeos e mais informações para a China;
  • As descobertas indicam que o veículo foi projetado para espionagem e não para monitoramento do clima, como alegou o Ministério das Relações Exteriores da China;
  • A investigação também indica que embora o balão tenha coletados dados durante os oito dias que sobrevoou territórios dos EUA e Canadá, o dispositivo não enviou informações para a China.

Anteriormente, autoridades também descobriram um dispositivo semelhante a um satélite que estava suspenso ao balão e contava com sensores, painéis solares para energia mais equipamentos que coletavam os dados visuais. Uma hélice permitia que o veículo vagasse por regiões por longos períodos, dependendo do clima.

Leia mais:

Investigação sobre o balão espião

balão espião
(Imagem: Chase Doak/Reuters)

Em uma nova varredura nos destroços, os EUA obtiveram informações sobre como o balão funcionava, como era controlado e informações sobre a transmissão de dados.

publicidade

O Pentágono disse que houve outras invasões de balões anteriormente, sendo ao menos três durante o mandato de Donald Trump e mais uma durante do governo de Joe Biden. Esses voos foram mais curtos, o que possivelmente explica o motivo de não terem sido detectados na época.

Autoridades do Pentágono também disseram que o veículo faz parte de uma campanha global de vigilância da China, sendo que outros balões foram avistados anteriormente na América Latina, Europa e Ásia.

De acordo com o WSJ, autoridades disseram que governo dos EUA decidiu não divulgar publicamente todas as descobertas sobre o balão.

Com informações de Wall Street Journal (1 e 2)

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!