Um novo medicamento desenvolvido pelo instituto de pesquisa médica australiano QIMR Berghofer pode ajudar no tratamento da Covid-19, garantindo proteção contra a infeção por qualquer variante SARS-CoV-2, além de reverter a inflamação causada pela chamada Covid longa. Os resultados demonstraram a eficácia pré-clínica do medicamento à base de peptídeos, NACE2i, e foram publicados na revista Nature Communications.

Leia mais

O epigeneticista e coautor principal do estudo, professor Sudha Rao, que dirige o Grupo de Regulação Genética e Medicina Translacional da QIMR Berghofer, disse que a droga foi testada repetidamente por laboratórios independentes usando uma variedade de modelos pré-clínicos.

“Os resultados deste segundo grande estudo são realmente empolgantes. Isso mostra que nosso medicamento, NACE2i, impede que o vírus se replique e protege contra a reinfecção. Acreditamos que pode ser um adjuvante altamente promissor para aumentar a eficácia das vacinas existentes, fornecendo proteção duradoura contra qualquer variante do vírus que tente entrar nas células”.

(Crédito: QIMR Berghofer)

Prevenção e tratamento

  • Segundo o professor Sudha Rao, o estudo mostrou que o medicamento previne a inflamação e até mesmo repara o tecido pulmonar danificado em modelos pré-clínicos.
  • Ao longo da pandemia, centenas de milhões de pessoas foram infectadas pelo SARS-CoV-2, causando milhões de mortes no mundo todo. Novas variantes continuam a surgir, contribuindo para ondas contínuas de infecção.
  • Estimativas apontam que a Covid longa afete entre 10% e 20% das pessoas infectadas com a Covid-19. Os sintomas debilitantes a longo prazo incluem fadiga, falta de ar e névoa cerebral. Muitos doentes ficam incapazes de trabalhar ou realizar tarefas domésticas.

Como o medicamento atua no corpo humano?

  • O primeiro estudo com o medicamento foi realizado em 2021 e mostrou que o vírus SARS-CoV-2 sequestra o receptor ACE2 na superfície da célula e o atrai para o núcleo ou centro de controle da célula, desencadeando um processo essencial para que o vírus se replique.
  • O NACE2i funciona reprogramando o receptor ACE2 sequestrado que desarma o vírus e impede que ele se replique. O receptor ACE2 reprogramado é devolvido à superfície celular, onde atua como uma fechadura que impede que o vírus entre na célula. Esse processo também reverte a inflamação que a COVID-19 causa nos pulmões.
  • “As imagens são realmente notáveis. No pulmão danificado, você vê que está faltando a camada superficial da área do bronquíolo pulmonar. Após o tratamento com NACE2i, o pulmão é restaurado à função normal com uma camada superficial saudável”, disse o Dr. Wen Juan Tu, um dos responsáveis pela pesquisa.
  • Os pesquisadores do QIMR Berghofer também desenvolveram um exame de sangue biomarcador para detectar a presença da camada protetora do receptor ACE2 ao redor das células. Eles fizeram testes em amostras de sangue humano e descobriram que estava faltando em pacientes que tinham infecções repetidas por Covid-19. O estudo descobriu que NACE2i restaurou este biomarcador de proteção.
  • O próximo passo é iniciar os ensaios clínicos do NACE2i, o que ainda não tem data para acontecer.

Com informações da Medical Xpress.

publicidade

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!