A Volkswagen anunciou a primeira reestilização do SUV compacto T-Cross, que chegará ao Brasil no primeiro semestre de 2024. O veículo, lançado em 2019, passou por alterações sutis no design externo e recebeu melhorias no interior, proporcionando um acabamento mais refinado.

Leia mais:

Embora as imagens divulgadas sejam da versão R-Line, que não estará disponível no mercado brasileiro, é possível notar algumas mudanças interessantes. Na parte frontal, uma barra de LED conecta os faróis no centro da grade, seguindo o estilo do irmão maior, o Taos.

Faixa de LED conecta os faróis do novo T-Cross. Imagem: Divulgação
  • O para-choque dianteiro redesenhado apresenta nichos de luzes de neblina em formato triangular, substituindo os antigos retangulares.
  • Além disso, a parte inferior do para-choque agora é pintada na cor da carroceria, em vez de utilizar plástico preto.
  • A grade inferior possui um padrão hexagonal e uma barra de alumínio na parte inferior.
volkswagen t-cross
Imagem: Divulgação
  • Na traseira, as mudanças são mais discretas, destacando-se a nova disposição das luzes de LED nas lanternas em formato de X.
  • O para-choque traseiro também recebeu uma revisão e segue o mesmo padrão hexagonal da frente, com a barra de alumínio na parte inferior.

As transformações mais significativas foram realizadas no interior do veículo.

publicidade
Imagem: Divulgação
  • O painel foi completamente redesenhado, buscando solucionar uma das principais críticas em relação ao T-Cross: o acabamento interno com plásticos duros.
  • Agora, o modelo reestilizado conta com materiais mais macios e de melhor qualidade.
  • Resta saber se essas melhorias também estarão presentes na versão brasileira.

Em termos de tecnologia, o T-Cross remodelado oferece um painel de instrumentos digital, que varia de 8 a 10 polegadas, dependendo da versão. A tela da central multimídia foi reposicionada em uma posição mais elevada e pode ter 8 ou 9,2 polegadas, além de contar com um software atualizado.

No Brasil, espera-se que as opções de tela permaneçam as mesmas: 6,5 polegadas para a Composition Touch e 10,1 polegadas para a VW Play.

Outra possível novidade são os comandos sensíveis ao toque para o controle do ar-condicionado, que poderão ser adquiridos no pacote opcional Air Care Climatronic, substituindo os botões rotativos.

volkswagen t-cross
Imagem: Divulgação

O T-Cross também possui bancos traseiros rebatíveis e um porta-malas com capacidade entre 385 e 455 litros, dependendo da inclinação dos encostos. Além disso, foram adicionados diversos sistemas de condução semiautônoma à lista de equipamentos do SUV.

No mercado brasileiro, as opções de motorização devem se manter as mesmas:

  • Um motor 1.0 turbo, com 128 cv de potência e 20,4 kgfm de torque;
  • Um motor 1.4 turbo, com 150 cv e 25,5 kgfm de torque;
  • Ambos os motores estarão acoplados a um câmbio automático de seis marchas.

Na Europa, o T-Cross poderá contar com um motorturbo de três cilindros, gerando 95 cv ou 115 cv, além de um motor 1.5 turbo de quatro cilindros com 150 cv. Haverá também opções de câmbio manual de cinco marchas, automático de seis marchas ou câmbio de dupla embreagem com sete marchas.

A pré-venda do novo Volkswagen T-Cross terá início no último bimestre deste ano, com as primeiras entregas previstas para o início de 2024.

Com informações de Motor1 e Autoesporte.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!