O Threads, novo aplicativo de microblogging da Meta, já atingiu a marca de 95 milhões de postagens e mais de 190 milhões de curtidas, de acordo com dados internos vistos pelo site The Verge.

Os números impressionantes não param por aí

  • Apenas duas horas após ser liberado nas lojas de aplicativos, o Threads já contava com 2 milhões de usuários;
  • Em sete horas, o número cresceu para 10 milhões;
  • Na tarde de quinta-feira (6), a rede social atingiu cerca de 30 milhões de inscrições, cerca de 17 horas após ser disponibilizado;
  • Em aproximadamente 24 horas, a rede social alcançou 50 milhões de usuários.

Após o lançamento, Mark Zuckerberg, CEO da Meta, anunciou que a ambição da rede social é alcançar 1 bilhão de pessoas, algo que o Twitter não conseguiu.

Vai levar algum tempo, mas acredito que deveria haver uma plataforma de conversas públicas com mais de 1 bilhão de pessoas. O Twitter teve a oportunidade de fazer isso, mas não conseguiu. Espero que nós consigamos.

Mark Zuckerberg, no Threads.

Leia mais:

Ao atingir 30 milhões de usuários em menos de 24 horas, o Zuckerberg disse “Parece o começo de algo especial, mas temos muito trabalho pela frente para desenvolver o aplicativo”.

publicidade

Apesar da rápida adesão da rede social pelos usuários da Meta, o aplicativo ainda deixa a desejar. Muitos usuários reclamam de alguns recursos do Twitter que ainda estão ausentes por lá, como a timeline exclusiva para pessoas seguidas, mensagens diretas (DMs), postagens em ordem cronológica e uma versão web — atualmente é possível visualizar postagens do Threads pelo navegador, mas sem curtir, comentar ou compartilhar.

Melhorias a caminho

A Meta confirmou que está trabalhando em melhorias para o aplicativo Android e iOS. Adam Mosseri, chefe mundial do Threads e Instagram, disse que alguns recursos requisitados por usuários estão em desenvolvimento, como hashtags e a timeline em ordem cronológica.

O executivo também confirmou que a empresa trabalha na melhoria da versão web, mas a prioridade é melhorar o aplicativo para dispositivos móveis.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!