Quem joga no formato on-line, com diferentes pessoas, sabe muito bem o quanto o ambiente pode ser tóxico e hostil. Pensando nisso, a Xbox lançou esta semana um novo recurso de denúncia que visa facilitar o relato de situações desagradáveis, tornando o espaço mais justo e acolhedor. 

O que você precisa saber: 

  • Chamada de relatório de voz, a ferramenta irá permitir que jogadores capturem e relatem atividades de voz inapropriadas; 
  • A função grava conversas problemáticas do multijogador sem interromper completamente o jogo; 
  • Por ora, o recurso está disponível no modo teste para os Insiders do Xbox Alpha e Alpha-skip, que devem oferecer feedbacks sobre a novidade; 
  • Toda troca de conversa que violar os padrões da comunidade do Xbox será considerada e avaliada pela equipe de segurança da empresa. 

Leia mais! 

Para os jogadores do Xbox Series X|S e do Xbox One também será possível a captura, mas em videoclipes de 60 segundos. Após gravado, o jogador poderá enviar o clipe como prova para a equipe de segurança do Xbox, que revisará a gravação e tomará as medidas apropriadas, incluindo restringir o acesso da comunidade pelo infrator. 

publicidade

O recuso de relatório de voz que será utilizado exclusivamente por testadores tem o envio semelhante ao dos usuários comuns, no entanto, exige maior confidencialidade e rapidez na entrega. Ao contrário dos clipes de jogos convencionais, eles serão usados para fins de moderação de conteúdo e não aparecerão em capturas recentes. Você não poderá baixar ou compartilhar as gravações e os clipes ficarão no seu console por apenas 24 horas. 

Como mulher online, muitas vezes fico em silêncio no modo multijogador online para evitar abusos e assédio. Estou animada com recursos como este que podem ajudar a devolver a voz a pessoas como eu. Ninguém deve perder a interação com seus colegas jogadores porque tem medo de falar. 

Gamer e usuária do Xbox. 

Vale pontuar que está nos direitos da Xbox, comandada pela Microsoft, moderar e penalizar usuários que concordaram e violaram os termos e serviços de seus produtos. A big tech também pontuou que está avaliando cuidadosamente a ferramenta para que ela não traga outros tipos de riscos com a gravação de voz de usuários. 

Com informações do Windows Central 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!