O Twitter começou a colocar em prática uma promessa feita por Elon Musk em fevereiro deste ano, quando ele disse que passaria a monetizar a plataforma para os influenciadores, em um movimento parecido com o que já fazem outros como YouTube, Instagram e TikTok, mas você precisa pagar para receber dinheiro – é confuso, eu explico.

Leia mais:

O que você precisa saber:

  • A partir de agora, o Twitter passa a pagar criadores de conteúdo com uma fatia do valor gerado pelas visualizações de seus seguidores em publicidade na plataforma
  • A novidade é exatamente o mesmo tipo de monetização feita por outras redes sociais como Instagram, YouTube e TikTok
  • O influenciador precisa ter ao menos 5 milhões de visualizações nos últimos 3 meses, não pode ter desrespeitado as regras do Twitter e ter o selo de verificado, que é pago
  • Alguns influenciadores comentaram que já começaram a receber algum valor, girando entre US$ 1 mil e US$ 40 mil

Primeiro, é importante deixar claro que apenas quem paga o Twitter Blue, certificado emissor do selo de verificado na rede social de Musk, para poder estar dentro do programa para receber alguns trocados.

Twitter segue concorrentes na monetização

A forma de pagamento segue mais ou menos a mesma utilizada em outras redes sociais: o criador de conteúdo pode receber uma parcela do dinheiro gerado para o Twitter a partir de visualização de publicidade dentro da plataforma. As regras do microblog incluem a exigência do influenciador ter ao menos cinco milhões de visualizações em seus posts nos últimos três meses.

publicidade

A novidade já foi vista por alguns criadores de conteúdo dentro do Twitter e eles comentam que os valores pagos giram entre US$ 1 mil e US$ 40 mil, mas a matemática na hora de fatiar o valor da publicidade ainda é um mistério. Outras regras para receber qualquer valor incluem o usuário com mais de 18 anos, ter o selo verificado (pago, pelo Twitter Blue) e não ter violado as regras da plataforma.

Com informações: Reuters e Twitter.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!