Famosos estão realizando uma campanha pelas redes sociais de doação de sangue para MC Marcinho. O funkeiro está internado no Hospital Copa d’Or, no Rio de Janeiro, após sofrer uma parada cardíaca e realizar um implante de coração artificial.

Leia mais

Em março deste ano, o músico foi avisado pelos médicos que precisava trocar seu marca-passo após realizar uma série de shows no Carnaval. Ele estaria se queixando que não conseguia andar direito.

Como funciona o coração artificial?

  • A cirurgia aconteceu na última quinta-feira (13).
  • O coração artificial implantado em MC Marcinho será usado como um suporte mecânico.
  • A função dele é auxiliar o coração do funkeiro a bombear sangue.
  • Duas bombas foram instaladas: uma leva o sangue para dentro da circulação pulmonar, onde é oxigenado. Em seguida, o sangue retorna para o coração.
  • A outra é responsável pela distribuição do sangue por todo o corpo do paciente.
  • “A gente usa essas bombas quando o coração entra em falência e o objetivo é puxar o sangue da circulação e devolver para a circulação, fazendo o papel do coração. Basicamente, ele funciona como uma bomba cardíaca”, explicou ao G1 a cardiologista Jaqueline Miranda, responsável pelo programa de transplante cardíaco da Rede D’Or.

Alto custo da tecnologia

  • O procedimento para a implementação do coração artificial não é muito comum no Brasil.
  • Entre as barreiras para a popularização do tratamento no país estão: a tecnologia de ponta necessária; a equipe de especialistas bem treinados para a cirurgia; e o alto custo do implante.
  • A utilização do coração artificial não é permanente. 
  • O equipamento dura três ou quatro meses, no máximo.

MC Marcinho está “em recuperação”

  • Segundo o último boletim divulgado pelo hospital, o músico, que chegou a instituição de saúde em estado grave, agora está estável e se recuperando.
  • MC Marcinho, responsável pelos hits Glamurosa e Garota Nota 100, é portador de cardiopatia e doença renal crônica. 
  • Ele agora permanecerá internado pelos próximos meses até receber um transplante do órgão.

Com informações de G1.

publicidade

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!