O Ministério da Saúde irá disponibilizar em breve um novo medicamento para o tratamento do HIV. Chamado Dovato, uma combinação dos antirretrovirais dolutegravir e lamivudina, o fármaco de dose única visa simplificar a terapia de pessoas que vivem com o vírus no Brasil. 

O que você precisa saber: 

  • O Dovato foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em novembro de 2021; 
  • O medicamento está na fase final de licitação e sua distribuição aos estados está prevista para iniciar até dezembro deste ano; 
  • Os antirretrovirais dolutegravir e a lamivudina já são oferecidos pelo SUS separadamente aos pacientes com HIV. 

Leia mais! 

Embora o dolutegravir e a lamivudina já estejam no SUS, a combinação das drogas representa um avanço, já que torna o tratamento mais prático e confortável ao exigir a ingestão de apenas um comprimido por dia. A facilidade pode também melhorar a adesão dos pacientes à terapia. 

publicidade

Como o Dovato funciona? 

  • O tratamento com Dovato exige apenas uma dose diária; 
  • É possível tomar o medicamento em jejum; 
  • Ele pode ser prescrito para o tratamento completo de adultos e adolescentes acima de 12 anos com pelo menos 40 kg, sem resistência conhecida ou suspeita aos seus compostos; 
  • A ação do dolutegravir e lamivudina combinadas bloqueiam a multiplicação do vírus no corpo. 

Dois estudos comprovaram a ação do medicamento, que se mostrou tão eficaz na redução do vírus HIV no sangue quanto na terapia tripla com os medicamentos dolutegravir, tenofovir e emtricitabina. Também não foram identificados casos de resistência ao tratamento durante o período de 48 semanas de análise. 

Vale lembrar que a distribuição gratuita de antirretrovirais no Brasil ocorre desde 1996. Já o SUS garante o tratamento para todas as pessoas vivendo com HIV desde 2013. 

Com informações do G1 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!