O título pode parecer um grande clichê, o que de fato é. Mas, não adianta negar: os carros elétricos já não são mais futuro. Ainda que representando uma parcela minoritária, são parte do presente.

Estive no Festival Interlagos 2023, evento que reúne características do antigo Salão do Automóvel. Se você comprar o passe de testes, poderá acelerar alguns dos modelos na lendária pista de Interlagos, mas com um plus: os modelos expostos podem ser vendidos a quem queira comprar, após conhecer o potencial do veículo na pista. 

Em sua segunda edição, o evento já mostrou crescimento exponencial, com mais marcas e empresas de acessórios, componentes, lubrificantes, pneus e customização. No paddock do autódromo, por exemplo, era possível conferir de perto uma réplica perfeita do Lotus pilotado por Ayrton Senna em 1985, produzida pelo artista Adhemar Cabral.

Leia mais:

publicidade

BYD

Apesar de o evento trazer os veículos a combustão, as grandes vedetes do evento foram os modelos elétricos. A BYD aproveitou a oportunidade para apresentar o Seal, um sedã elétrico com potência de Porsche Taycan, custando muito menos. O modelo, que chegará importado ainda este ano para o Brasil, terá seus preços entre R$ 300 e R$ 500 mil reais.

Claro, não é barato. Contudo, comparado ao Taycan, se torna bastante interessante. Dentro do box da BYD, também estavam disponíveis para os testes o recém-lançado Dolphin e o SUV Yuan.

BYD Dolphin (Imagem: divulgação/BYD)
BYD Dolphin (Imagem: divulgação/BYD)

GWM

Na GWM, outro grupo recém-chegado ao país: o hatch Ora 03 GT foi apresentado também com propulsão elétrica. Seu estilo é uma mistura interessante entre modelos da Porsche e Mini. 

GWM Ora 03
GWM Ora (Imagem: Divulgação/GWM)

Ford

A Ford, que apresentou recentemente o Maverick Hybrid, também levou a Interlagos a Ranger e a F-150 com o mesmo conjunto mecânico do Mustang. O modelo estava na pista para deleite dos visitantes do festival.

Além disso, a montadora trouxe o Novo Territory, que não estava disponível para testes e nem para ser acessado ao seu interior, já que o carro oficialmente ainda não foi lançado. De pertinho, o que vimos foi uma “pré-estreia”.

Ford Territory (Imagem: Carlos Mattos)

Chevrolet

No box da Chevrolet, a marca disponibilizou para andar na pista o Camaro, que já está com seus dias contados e será substituído por um SUV elétrico, e os modelos da linha RS: Onix, Montana, Equinox. O elétrico Bolt EUV também estava à disposição para testes e o anúncio mais importante foi sobre um novo modelo da linha RS, que também será elétrico.

Chevrolet Bolt EUV (Imagem: Divulgação/Chevrolet)

Stellantis

A Stellantis trouxe quatro de suas marcas:

  • Mopar, focada em acessórios e customização.
  • RAM, com as picapes 1500, Classic e a recém-lançada Rampage R/T — que na pista surpreende pela sua dinâmica.
  • Citroën, que mostrou o Ami, solução de mobilidade da marca que não é homologado para o Brasil. Para andar na pista, a francesa disponibilizou o C3 e C4 Cactus, já na linha 2024.
  • A Peugeot, por sua vez, trouxe o 208 Style, 3008 THP e 2008 THP. A marca também permitiu o contato do público com os e-208 GT e e-2008 GT, totalmente elétricos. Tivemos o gostinho de testar os carros na pista e um anúncio surpreendente: a redução de R$ 50 mil para o e-2008 GT, que de R$ 259.900 terá preço de R$ 209.900, válido até o dia 06 de agosto, apenas para e-commerce.
Ami
Citroën Ami (Imagem: Carlos Mattos)

Toyota

A Toyota ainda não partiu para a eletrificação total, mas levou seus modelos híbridos para a pista. O sedã Corolla e o SUV Corolla Cross estavam à disposição para o público. No caminho contrário da eletrificação, o Corolla Gazoo Racing, esportivo da marca com motor 1.6 Turbo de 3 cilindros e inédita carroceria hatch. 

Toyota Corolla Cross
(Imagem: Divulgação/Toyota)

Futuro, não! Presente

Com todos esses modelos disponíveis e anúncios de novos modelos elétricos para o mercado brasileiro, fica muito claro. Ainda que você tente fugir da eletrificação, será uma missão impossível ficar indiferente para este momento que estamos vivendo. Essa tecnologia é uma realidade e, embora ainda em uma parcela pequena, ficou evidente que o número de modelos híbridos e elétricos tende a aumentar cada vez mais.

É claro que os questionamentos sobre descarte de baterias e até críticas sobre a sustentabilidade que esses carros oferecem são pertinentes, mas isso é assunto para uma outra coluna. 

E o meu questionamento é: você está pronto para ter um carro elétrico na sua garagem? 

Forte abraço e até a próxima! 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!