Um projeto da Deep, empresa de tecnologia e exploração oceânica, está desenvolvendo uma instalação subaquática com cerca de 200 metros de profundidade que promete revolucionar a investigação em águas profundas.

Leia mais:

O que você precisa saber:

  • O projeto, chamado Sentinel, será instalado na costa sudoeste do Reino Unido e funcionará como uma Estação Espacial Internacional (mas na água), como divulgou o New Atlas;
  • A instalação será feita com submersíveis e a base do projeto seria modular e móvel, permitindo que ela seja transportada para outros lugares;
  • O projeto conta com laboratórios de pesquisa, quartos, espaço de entretenimento e banheiros para os cientistas trabalharem de forma confortável enquanto estiverem submersos;
  • A Deep trabalha em uma fonte de energia renovável e um bioreator de grande escala para lidar com os resíduos da instalação, como informou o Designboom;
  • Os 200 metros de profundidade colocarão o Sentinel numa região chamada Zona Epipeágica, onde está presente cerca de 90% da vida marinha, segundo a Deep;
  • A expectativa da Deep é de que as pesquisas comecem a partir de 2027 na estação.
Sentinel
Ilustração do projeto Sentinel. (Imagem: Divulgação/ Deep)
Laboratórios do Sentinel. (Imagem: Divulgação/ Deep)
Sentinel
Laboratórios do Sentinel. (Imagem: Divulgação/ Deep)
Sentinel por dentro
(Imagem: Divulgação/ Deep)

Em comunicado, a Deep explicou a importância dessa instalação pioneira que está sendo desenvolvida há dois anos:

O limite inferior da Zona Epipelágica é o ponto mais profundo em que a luz solar penetra no oceano e estima-se que 90% da vida marinha se encontra nesta zona. Ser capaz de explorar de forma abrangente toda a extensão desta parte do oceano, em vez de apenas realizar incursões a partir da superfície, representará uma mudança radical na forma como os cientistas podem observar, monitorizar e compreender os oceanos.

Após dois anos de pesquisa intensiva e pioneira em processos de fabricação inovadores e ciência de materiais, a Deep está no estágio avançado de projeto técnico e iniciou a produção. O sistema Deep oferece uma maneira radicalmente mais eficaz de viver e operar debaixo d’água do que existia antes. Anteriormente, as instalações subaquáticas eram temporárias e em locais fixos. O habitat do Deep é modular, escalável, autônomo, recuperável, reconfigurável e reutilizável.

Deep.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!