O Nintendo Switch, desde seu lançamento em 2017, conquistou milhões de fãs ao redor do mundo, oferecendo uma experiência única de jogabilidade que combina a versatilidade de um console de mesa com a portabilidade de um dispositivo handheld. Ao longo do tempo, a Nintendo lançou diferentes versões do Switch para atender às necessidades e preferências variadas dos jogadores. Descubra qual a diferença entre os modelos disponíveis e qual o melhor se encaixa para você!

Leia também:

Nintendo Switch Original: A base da revolução

O modelo original do Nintendo Switch foi o pioneiro nessa inovadora fusão de console de mesa e portátil. Com um design modular e inovador, ele permite aos jogadores alternarem entre modos de TV e portátil, proporcionando uma flexibilidade inédita.

Nintendo Switch (Imagem: André Fogaça/Olhar Digital)
Nintendo Switch (Imagem: André Fogaça/Olhar Digital)

Caso o jogador opte por jogar no modo console de mesa, basta colocar o dispositivo numa doc e retirar os joycons (controles) e os colocá-los no adaptador, ou então usar um controle compatível. Rapidamente, caso o jogador decida passar para o modo portátil, basta retirar o Nintendo Switch da doc e continuar a jogá-lo normalmente.

publicidade

A tela de 6.2 polegadas do Nintendo Switch original oferece uma resolução de 720p no modo portátil e de 1080p no modo TV. Embora essa qualidade seja mais que adequada para a maioria dos jogadores, a Nintendo identificou espaço para melhorias.

Um dos pontos críticos do modelo original foi a capacidade da bateria, que variava dependendo da intensidade gráfica do jogo. Isso levou a uma autonomia relativamente curta, durando de 2,5 a 6,5 horas, sendo sobrecarregado especialmente em jogos mais exigentes. Esse foi um aspecto que a Nintendo procurou aprimorar nas versões subsequentes.

Nintendo Switch Lite: Portabilidade em foco

Lançado em 2019, o Nintendo Switch Lite veio como uma resposta direta à demanda por uma versão mais focada na portabilidade e com um preço mais acessível, mas ainda sendo possível desfrutar dos jogos como um todo.

Mesa com diversos consoles Nintendo Switch Lite
Imagem: Nintendo/Divulgação

A principal diferença aqui, é que o Switch Lite abandonou o conceito hibrido, integrando os controles diretamente à estrutura do dispositivo. Isso resultou em um design mais compacto e leve, tornando-o ideal para jogadores que priorizam a portabilidade. No entanto, essa mudança impede a alternância entre os modos de TV e portátil, sendo exclusivamente portátil.

A tela do Switch Lite é ligeiramente menor, com 5,5 polegadas, mas mantém a resolução de 720p. A escolha de manter a resolução pode ser vista como uma forma de equilibrar a qualidade gráfica com a eficiência energética, contribuindo para uma bateria mais duradoura, que pode durar de 3 a até 7 horas, dependendo do jogo.

Nintendo Switch OLED: Elevando a experiência visual

Sendo lançado oficialmente em outubro de 2021, o Nintendo Switch OLED é o mais recente modelo da família Switch. Focando principalmente na qualidade visual, esta versão traz melhorias notáveis na experiência de jogo, principalmente para quem opta pelo modo portátil do console.

Controle de Nintendo Switch OLED encostado no console, ambos sobre uma mesa
(Imagem: Divulgação/Nintendo)

A principal inovação do Switch OLED é a adoção da tecnologia que justamente lhe concede seu nome, a tecnologia de tela OLED, que oferece cores mais vibrantes, contrastes mais nítidos e pretos mais profundos em comparação com as telas LCD convencionais. Isso eleva a qualidade visual a um novo patamar, proporcionando uma experiência imersiva.

Além disso, a tela do Switch OLED é ligeiramente maior, com 7 polegadas, e mantém a resolução de 720p no modo portátil e1080p quando está na TV por meio da doc. Já a bateria do console mantém-se bem próxima da versão original, tendo uma autonomia de 4 a 9 horas de duração.

Outra melhoria crucial é o aumento do armazenamento interno para 64 GB no Switch OLED, em comparação com os 32 GB do modelo original. Isso oferece mais espaço para jogos e aplicativos, reduzindo a necessidade de cartões de memória adicionais.

Qual devo escolher?

Em resumo, a escolha entre o Nintendo Switch original, o Lite e o OLED depende das preferências individuais de cada jogador. Para quem busca portabilidade e um preço mais acessível, o Switch Lite é uma escolha sólida. Mas se a versatilidade entre modos de TV e portátil é fundamental, mas o orçamento disponível não é dos maiores, o modelo original é a opção certa. Já o Switch OLED é a opção premium, oferecendo uma experiência visual aprimorada e mais espaço de armazenamento, além de ser tanto um console de mesa, quanto um portátil, mas também possui um valor mais elevado.

Independentemente da escolha, a família Nintendo Switch continua a proporcionar uma experiência de jogo única, mantendo-se como uma das plataformas mais populares e inovadoras no cenário dos videogames. Seja na sala de estar ou em movimento, o Nintendo Switch continua a unir gerações e criar memórias duradouras para jogadores de todas as idades.