A China anunciou que lançou a internet mais rápida do mundo, com 3 mil quilômetros de rede ligando Pequim ao sul, projeto realizado entre Huawei, China Mobile, Universidade Tsinghua e a provedora de pesquisa Cernet.com.

Conforme a Folha de S.Paulo, os chineses afirmam ter construído a primeira rede de internet do mundo a chegar a largura de banda “estável e confiável” de 1,2 TB/s, muito mais rápida do que velocidades comuns que vemos no mundo todo.

publicidade

Leia mais:

Em comunicado, as instituições informaram que começaram os testes de velocidade em 31 de julho, que teriam comprovado a estabilidade da conexão.

publicidade
  • No mesmo comunicado, a Tsinghua, alma mater do presidente da China, Xi Jinping, destaca o feito como novidade na indústria, com tecnologia 100% chinesa, além de dar grande destaque à Huawei;
  • Segundo a agência estatal Xinhua, em relatório publicado no site da Tsinghua, a rede “é operada com base em tecnologias-chave de propriedade doméstica da China”;
  • Segundo a Folha, a Bloomberg, que divulgou a notícia originalmente, não verificou se as informações são verídicas;
  • Em fevereiro deste ano, a Nokia, rival da Huawei, informou ter alcançado 1,2 TB/s em distâncias “metropolitanas” de cerca de 118 quilômetro em rede óptica europeia.

Huawei

A Huawei vem recuperando terreno nos últimos meses. Em agosto, ela lançou um smartphone 5G com processador invejável totalmente produzido na China. A novidade, bastante celebrada pela China, também provocou discussões nos EUA sobre se o governo Biden foi longe o bastante para suprimir o avanço tecnológico asiático.

Novo supercomputador promete impulsionar pesquisas em diversas áreas

Dentro de enorme centro de dados do Laboratório Nacional Argonne do Departamento de Energia dos EUA, em Chicago, está sendo construído o supercomputador mais poderoso do mundo, o Aurora, que promete impulsionar pesquisas científicas em diversas áreas, desde o combate ao câncer até as mudanças climáticas.

publicidade

Leia a matéria completa aqui