Composto por um conjunto de ilhas criadas por atividade vulcânica, o Havaí é naturalmente o lar de numerosos tubos de lava, incluindo o maior do mundo.

O que é um tubo de lava?

Antes de prosseguir, saiba que os tubos de lava ou ‘pirodutos’ são formações subterrâneas naturais criadas pelo fluxo de lava.

publicidade

Quando a lava deixa de ser impulsionada por uma erupção, por exemplo, o fluxo pode deixar para trás enormes túneis vazios que formam redes de cavernas.

As paredes e tetos desses túneis podem ter incríveis formações parecidas com gotejamento, como cera derretida em uma vela, como mostra a imagem abaixo:

publicidade
Essas redes de cavernas são colonizadas por organismos vivos como insetos e aranhas, bem como espécies de micróbios que não são encontrados em nenhum outro lugar. Imagem: Benjamin R. Jordan/Shutterstock.

Leia mais:

O maior tubo de lava do mundo

  • Embora o Havaí tenha muitos tubos de lava em suas ilhas, o maior é sem dúvidas a Caverna Kazumura, localizada a cerca de 19 quilômetros ao sul de Hilo.
  • A caverna fica a até 800 metros de profundidade e se estendo por mais de 65 km de comprimento.
  • Além de tubo de lava mais longo, também é o mais profundo do mundo (Via: Ifscience).
  • Segundo os povos indígenas polinésios, algumas das numerosas entradas para o tubo (cerca de 100) eram entradas sagradas para o “reino do submundo”.
  • Por isso, de tempos em tempos pessoas importantes eram enterradas neles.
  • Os túneis também eram usados para outros fins práticos.

A população local também aproveitava as cavernas para se proteger. Escavações arqueológicas inclusive encontraram ferramentas de pedra e outros artefatos que atestam isso. Algumas das câmaras também foram transformadas em alojamentos rudimentares com lareiras e até área para dormir.

publicidade

Os tubos de lava também foram valiosos para a coleta de água, já que há poucos lagos e riachos nas ilhas do Havaí. Como tal, algumas pessoas se aventuravam nas profundezas para recolher a água que escorre do teto — filtrada naturalmente pela rocha vulcânica porosa da superfície.