A Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de São Paulo, ambiente de empreendedorismo da USP e do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), está com inscrições abertas para um programa de desenvolvimento de deep techs.

A princípio, serão selecionadas 20 startups que utilizam descobertas científicas de ponta para solucionar grandes problemas da sociedade.

As deep techs serão desenvolvidas no Programa DNA, metodologia proprietária ancorada nos 25 anos de expertise do ambiente de inovação da USP e do Ipen.

Os interessados podem fazer a inscrição até o dia 16 de dezembro.

publicidade

Leia mais:

Áreas prioritárias

As áreas prioritárias para participação incluem:

  • Medicina e Saúde;
  • Biotecnologia;
  • Eletroeletrônicos;
  • Química;
  • Meio Ambiente;
  • Tecnologia da Informação.

No entanto, a incubadora também está aberta a startups de outras áreas de conhecimento, caso estejam envolvidas em atividades de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) para criação de novos produtos, processos e serviços.

Benefícios oferecidos

Sendo assim, as startups selecionadas receberão um diagnóstico personalizado, avaliando o nível de maturidade do negócio, além de recomendações de especialistas para o desenvolvimento de pontos estratégicos.

Por outro lado, por meio do Programa DNA, os integrantes terão acesso a capacitações, mentoria, oportunidades de negócios e eventos exclusivos.

Além disso, os empreendedores se conectarão a uma rede de parceiros que oferecem benefícios, incluindo:

  • Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae);
  • InovaHC;
  • Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi);
  • Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec);
  • Institutos da USP.
programa dna
Programa DNA vai selecionar staturps que utilizam descobertas científicas de ponta para solucionar grandes problemas da sociedade. (Imagem: Laboratório Vyro/Divulgação Cietec)

Metodologia

O programa DNA oferece trilhas formativas híbridas, combinando experiências on-line e presenciais.

Os empreendedores participarão de uma metodologia única dividida em três ciclos:

  • Descoberta;
  • Negócios;
  • Aceleração.

Nesse sentido, as metodologias permitem que os empreendedores recebam suporte adequado conforme a maturidade de seus negócios e tecnologias.

O formato foi pensado com o objetivo de entregar um valor específico para diferentes momentos da jornada empreendedora, considerando tanto a maturidade do negócio como da tecnologia.

Felipe Maruyama, diretor de Operações do Cietec, entidade gestora do ambiente. 

Como se inscrever

Não é necessário possuir CNPJ constituído para se candidatar. O processo é simples: basta preencher o formulário disponível neste link.

As candidaturas serão avaliadas pela Banca Examinadora com base em critérios como grau de inovação, perfil empreendedor, potencial de mercado, risco tecnológico e impacto.

Por fim, o resultado do processo seletivo será divulgado em março de 2024 e o início da jornada começa em abril de 2024.