Os passageiros de um voo da United Airlines tinham um objetivo: comemorar o Ano Novo duas vezes. O voo UA200 estava originalmente programado para partir de Guam, pequena ilha dos Estados Unidos na região oeste do Oceano Pacífico, às 7h35 do dia 1º de janeiro de 2024. O pouso aconteceria em Honolulu, no Havaí, às 18h50 de 31 de dezembro de 2023. Viajando através de fusos horários, eles conseguiriam comemorar a virada do ano duas vezes.

Leia mais

Viajando no tempo

  • Todos os anos, alguns voos oferecem aos passageiros a oportunidade de refazer as celebrações da véspera de Ano Novo.
  • As tripulações das companhias aéreas, por exemplo, por vezes celebram a ocasião várias vezes numa única rota.
  • “Você só vive uma vez, mas pode comemorar a véspera de Ano Novo duas vezes!”, postou a United Airlines no início da semana passada no X, antigo Twitter.
  • Em outra publicação no Instagram sobre o voo UA200, a empresa escreveu: “A viagem no tempo é real”.
  • As informações são da CNN.

Voo atrasou

Na teoria tudo funcionaria bem. A prática, no entanto, foi bem diferente. Isso porque o voo atrasou, saindo de Guam às 13h49 do dia 1º de janeiro e chegando a Honolulu às 12h34 do dia 1º de janeiro.

A United Airlines lamentou o episódio. A companhia aérea ainda disse que ofereceu aos passageiros assistência na remarcação dos voos.

publicidade

Mas essa não foi a única empresa a oferecer essa “viagem no tempo” para aproveitar o Ano Novo duas vezes. O voo Cathay Pacific CX872 saiu de Hong Kong, na China, pouco depois da 1h do dia 1º de janeiro e chegou a São Francisco, nos Estados Unidos, às 20h22 de 31 de dezembro.

Já o voo NH106, da All Nippon Airways, partiu de Tóquio, no Japão, às 12h48 em 1º de janeiro e pousou em Los Angeles, nos EUA, às 17h12, em 31 de dezembro. Esses passageiros sim puderam comemorar a virada de ano duas vezes. Seriam eles verdadeiros “viajantes do tempo”?