O Threads, enfim, aderiu às hashtags. Com a atualização, a rede social da Meta segue os passos do Instagram e do X (antigo Twitter), que permitem incluir tópicos acompanhados pelo símbolo “#” nas publicações. Mas você sabe como esse recurso funciona?

Leia mais:

threads
(Imagem: rafapress/Shutterstock)

Para começo de conversa, o Threads não “reinventou a roda”. Pelo contrário, a ferramenta de tag é similar às demais redes sociais para vincular uma publicação a um tópico específico. Ou seja, se você está falando sobre tecnologia, ao digitar “#Tecnologia”, você está apontando que o post é sobre esse assunto.

Isto pode aumentar o alcance da publicação e facilita a busca pelo tema. Por exemplo, se eu sou uma pessoa que gosta de acompanhar o assunto, só preciso procurar pela hashtag “#Tecnologia” para visualizar conteúdos a respeito. Dessa forma, consigo encontrar todas as publicações que tenham esta hashtag. O Threads, no entanto, tem algumas particularidades no recurso.

publicidade

Threads só permite uma tag por publicação

Tanto o Instagram quanto o X (antigo Twitter) liberam o uso de várias hashtags. Ou seja, você não precisa indicar somente um tópico. Se a sua publicação fala sobre tecnologia, celulares e sistema operacional, por exemplo, dá para incluir a seguinte combinação: #Tecnologia #Celulares #SistemaOperacional”.

Mas no Threads a Meta não vai seguir por esse caminho. Adam Mosseri, chefe do Instagram e do Threads, informou no seu perfil que só é possível incluir uma única tag na publicação. Dessa forma, os usuários precisam pensar bem em qual categoria escolher antes de fazer a publicação.

Outro detalhe é que, no Threads, a tag não terá o símbolo “#”. Em vez disso, será apenas um link simples, que ao ser clicado, leva para a busca de publicações a respeito. Por outro lado, os usuários não precisam escrever tudo junto: se o tópico é uma frase ou tem mais de uma palavra, dá para separar.

Em outras palavras: “#SistemaOperacional” seria publicado como “Sistema Operacional” no Threads.

Com informações de Adam Mosseri (Threads).