A sonda Juno, da NASA, encontrou o que podem ser possíveis indícios de atividade da superfície de uma das luas de Júpiter. A Unidade de Referência Estelar (SRU) foi usada para fotografar a superfície de Europa com alta resolução.

Leia mais

publicidade

Comparando imagens da lua Europa

  • A imagem do sobrevoo mostra uma área da superfície gelada da lua com um formato estranho.
  • A região possui grandes blocos de gelo que cerca de um quilômetro de tamanho e projetam sombras.
  • A partir da imagem, pesquisadores compararam os resultados com fotos do mesmo local tiradas pela sonda Galileu, que estudou Júpiter de 1995 a 2003.
  • Essa análise indicou que houve mudanças na superfície da lua Europa durante este período.
  • O estudo foi publicado na revista JGR Planets.
  • As informações são da Space.com.
Comparação entre as imagens da superfície da lua de Júpiter (Imagem: JGR Planets)

Novas missões irão tentar confirmar essas possíveis mudanças nas luas de Júpiter

Apesar dos indícios, a equipe de cientistas do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da NASA, liderada por Heidi N. Becker, afirma que as evidências são inconclusivas devido a diferenças na qualidade e nas condições das imagens.

As fotos de 2022 também incluem depósitos próximos de baixo albedo que podem estar associados à água líquida subsuperficial, dizem os pesquisadores. Essas manchas escuras podem estar associadas a plumas que acredita-se estarem expelindo água.

publicidade

Novas missões previstas para os próximos anos devem agora investigar essa possível atividade da superfície da lua Europa. A missão JUICE, por exemplo, foi lançada em abril do ano passado e chegará a Júpiter em dezembro de 2031. Já o Europa Clipper está programado para ser lançado em 6 de outubro deste ano em um foguete Falcon Heavy, projetado pela empresa SpaceX.