Toda semana, no Programa Olhar Espacial, estudantes ligados a projetos astronômicos de todo o Brasil escolhem duas imagens que se destacaram na semana que passou. E na última semana, as escolhas foram feitas por estudantes de Rio Paranaíba, em Minas Gerais. Confiram:

Lua e Saturno

[ Créditos: Rhonda Mcilwraith ]

Jônatas Miguel Ribeiro Rocha, de 11 anos, escolheu esse registro de uma conjunção entre Lua e Saturno como a que ocorreu no último dia 14 de janeiro. A aparente proximidade com que foram vistos no céu, graças ao seu alinhamento no espaço, não representa a enorme distância que separa os dois astros. Enquanto a Lua estava a pouco mais de 360 mil quilômetros da Terra, Saturno estava a mais de 1 bilhão e meio de quilômetros de distância naquela noite. Mas entre as curiosidades sobre Saturno que fascinam Jonathan, está o fato do planeta estar perdendo seus aneis. Por causa da sua enorme gravidade, Saturno aos poucos vai puxando os detritos que formam seus aneis para sua atmosfera. Outro fato interessante é que uma das Luas de Saturno, Titã, tem uma densa atmosfera de metano que também se apresenta no estado líquido em sua superfície.

Original em: https://stories.cnnbrasil.com.br/wp-content/uploads/sites/9/2021/08/rhonda-mcilwraith-Scejw9ZTYfY-unsplash.jpg 

Terra e Lua

[ Créditos:  NASA, Artemis I, Andy Saunders ]

Pedro Lucas Resende, também de 11 anos, escolheu essa bela imagem que mostra um outro alinhamento astronômico. Neste caso, é o alinhamento entre a Lua e a Terra, visto de uma perspectiva bem diferente. Enquanto contornava a Lua durante a Missão Artemis I, a espaçonave Orion fez esse incrível registro da nossa companheira e do nosso lar no Cosmos. Devido ao chamado travamento de maré, a Lua tem sempre o mesmo lado voltado para a Terra e outro, está sempre oculto para a maioria de nós. Este lado oculto da Lua só foi observado diretamente por alguns poucos astronautas durante as Missões Apollo nos anos 60 e 70 e indiretamente através das imagens enviadas de naves espaciais como a Orion.

publicidade

Original em: https://apod.nasa.gov/apod/image/2401/EarthMoon_Artemis1Saunders_1600.jpg  

Quem escolheu

Tanto o Jônathas quanto o Pedro, são alunos da Escola Municipal Padre Goulart em Rio Paranaíba e fazem parte do Projeto Garotas e Garotos de Estrelas, que existe desde 2015. Em 2018 eles foram premiados com um telescópio por um projeto da União Astronômica Internacional. É um projeto voluntário que conta com cerca de 20 crianças e adolescentes atuando ativamente na astronomia em Rio Paranaíba e em cidades vizinhas em Minas Gerais. 

[ Crianças e adolescentes do Projeto Garotas e Garotos de Estrelas durante atividade na zona rural de Rio Paranaíba, MG – Foto: Teresinha Souza ]