Os porcos selvagens estão dando dor de cabeça no Canadá. O animal é um híbrido de javalis eurasianos e porcos domésticos, e já ganhou o título de espécie invasora que mais cresce no país. Além de comer espécies nativas e deixar pouco alimento para outros animais, os “invasores” são hospedeiros de vírus e bactérias que podem ameaçar humanos. E eles continuam se espalhando.

Leia mais:

Porcos selvagens

Os javalis eurasianos não são nativos da América do Norte e foram introduzidos na região por colonizadores europeus no século XVI. Nos séculos seguintes, eles foram usados para caça esportiva e, depois, soltos na natureza.

Já os porcos selvagens surgiram nas fazendas canadenses há cerca de 30 anos, quando pecuaristas queriam aumentar e diversificar a produção no Canadá. Eles começaram a criar javalis machos com porcos domésticos fêmeas, com qualidade em comum das duas espécies.

publicidade

O resultado foram porcos híbridos selvagens inteligentes, grandes e que suportavam invernos rigorosos no país. Só que, quando a economia da pecuária despencou, a nova espécie foi solta na natureza (ou escapou dos cativeiros existentes).

Mapas mostrando a população de porcos selvagens em 1990-2000 e 2011-2017 (Imagem: University of Saskatchewa/Reprodução)

Espécie invasora

  • A nova espécie provou ser invasora. Segundo o IFLScience, uma pesquisa de 2019 mostrou que a população de porcos selvagens aumentava 9% ao ano no Canadá.
  • A área ocupada por eles era de mais de 750 mil km quadrados e aumentou em 88 mil km quadrados por ano durante a última década.
  • Com uma presença ainda maior, os porcos começaram a caçar animais nativos, como perus e aves de caça, e atacar animais locais, como bezerros e cordeiros pequenos.
  • Ao mesmo tempo, eles usavam da terra e grama, deixando pouco para outras espécies que dependem dela, como animais de pasto e ursos.
  • Para piorar, os porcos selvagens podem abrigar mais de 30 vírus e bactérias diferentes, além de mais de 37 espécies de parasitas, que podem afetar a saúde humana e de outros animais.

Desastre ecológico e o que o Canadá está fazendo

A autora do estudo de 2019, Ruth Aschim, disse em comunicado na época que os porcos selvagens são um “desastre ecológico”, uma “espécie invasora extremamente bem-sucedida”.

O Canadá já tomou algumas medidas para frear os animais. Uma delas, deste ano, estipula que a importação, posse, transporte, propagação, compra, venda e comércio de javalis eurasianos vivos e seus híbridos está proibida em Ontário. Isso também inclui qualquer animal geneticamente superior a 25% de javalis eurasianos.

Já o governo de Alberta lançou uma medida para o público relatar avistamentos de porcos selvagens, inclusive pagando por um par de orelhas da espécie. Não deu certo: os animais passaram a evitar os humanos e se tornaram mais difíceis de encontrar.

O problema persiste e deve dar ainda mais dor de cabeça ao Canadá.