Um estudo do Serviço Geológico Brasileiro (SGB) descartou que rachaduras em paredes e no chão de casas em Craíbas, no estado de Alagoas, tenham sido causadas por fenômenos geológicos ou por conta de falhas nas construções. Os imóveis ficam ao lado de uma área de mineração de cobre.

Leia mais

Entenda o caso

  • O SGB realizou o estudo por ordem da Justiça Federal, após pedido da Defensoria Pública da União.
  • O órgão federal visitou 95 imóveis e a região no entorno da área onde a mineradora Vale Verde faz exploração de cobre desde 2021.
  • Muitas pessoas abandonaram suas casas e apontam a mineração como causadora do problema.
  • A análise do Serviço Geológico Brasileiro encontrou situações mais graves de rachaduras em quatro sítios da cidade: Lagoa do Mel, Torrões, Umbuzeiro e Pichilinga.
  • As rachaduras chamaram a atenção em muitos casos pela espessura.
  • Dezesseis imóveis apresentaram situações mais preocupantes.
  • As informações são do UOL.
Rachadura em casa (Imagem: reprodução/Serviço Geológico Brasileiro)

Tremores de terra têm sido comuns na região

Segundo dados do SGB divulgados em setembro de 2023, a região tem tido uma série de tremores. De janeiro a agosto do ano passado foram 24 ocorrências em 13 municípios. Três desses tremores aconteceram em Craíbas.

Ainda de acordo com o órgão, essas ocorrências tiveram magnitude inferior a três graus na escala Richter e por isso podem ser consideradas como fenômenos geológicos normais.

publicidade

A mineradora Vale Verde, por sua vez, diz que tem seguido todas as leis e que as atividades realizadas “seguem os controles estabelecidos no Plano de Monitoramento validado pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA)”.

A empresa ainda assegura que o estudo “não demonstra qualquer nexo de causalidade entre as operações e os supostos danos aos imóveis que teriam sido vistoriados”. Por fim, afirma que segue à disposição das autoridades e da população para esclarecimento.

Novos estudos técnicos devem ser realizados na área nas próximas semanas. A ideia é monitorar e determinar se as detonações provocadas pela Vale Verde no processo de mineração estão dentro das especificações exigidas e se estão causando danos aos imóveis.