A ascensão dos veículos elétricos vem acontecendo, mas ainda é cedo para dizer que eles estão ultrapassando os veículos convencionais. Bom, ao menos em um país, há um recorte que podemos fazer onde uma categoria de veículo elétrico vence. E é na Bélgica, onde as bicicletas elétricas foram mais vendidas do que as convencionais em 2023. As informações partem do site Ride Apart.

Leia mais:

É claro que, ao falarmos de bicicleta, estamos falando de um meio de transporte que, em sua forma convencional, não utiliza combustível e não polui o ar, então a maioria de bikes elétricas não representa necessariamente um avanço ambiental. Ainda assim, é de se ressaltar que as bicicletas elétricas consigam essa relevância no país europeu. Até porque alguns condutores podem abrir mão de carros para andar com uma e-bike.

A Bélgica

A Bélgica é um país que incentiva o uso de bicicletas, e possui uma infraestrutura que facilita seu uso como uma alternativa viável aos carros. Bicicletas elétricas apenas potencializam essa tendência de deixar o carro em casa, algo que já era visto com as bikes regulares.

publicidade

E nessa realidade é que 2023 foi um marco para Bélgica, já que, pela primeira vez, a venda de bicicletas elétricas superou a de bicicletas convencionais. Um relatório publicado por uma empresa de mobilidade urbana, a Traxio, informa que as bikes elétricas, ou e-bikes, representaram um total de 51.2% das vendas de bicicletas em geral no país.

O crescimento vinha sendo gradual, e, de certa forma, até era esperado que em algum momento as bikes elétricas se tornassem a maioria em vendas. Em 2022, as vendas das e-bikes chegaram a 47.1% do total. Com as inovações frequentes na indústria de veículos elétricos, lançando modelos mais modernos e completos a cada ano, era uma questão de tempo que as versões elétricas tomassem essa dianteira.

Colocando em números mais objetivos, um total de 606 mil bicicletas, elétricas ou não, foram vendidas na Bélgica em 2023. Especialistas preveem que o crescimento na indústria das e-bikes deve continuar até 2030, e essa indústria poderá chegar a 120 bilhões de dólares (mais de 594 bilhões de reais).

As bikes elétricas que estão em alta

  • Olhando para os dados do relatório da Traxio, é possível notar que cada vez mais o povo belga recorre às e-bikes para mobilidade urbana e tarefas utilitárias.
  • Os modelos longtail, usados geralmente para transporte de cargas maiores, foram as que mais cresceram entre as elétricas em 2023, com 6.238 unidades, quase o dobro do ano anterior.
  • Outro modelo que quase dobrou em vendas foi a bike elétrica de estrada – ideal para atividades recreativas. Foram vendidas 8.154 unidades em 2023, contra apenas 4.697 unidades em 2022.

O relatório da Traxio ainda forneceu informações sobre a preferência do consumidor quando se trata de bicicletas:

  • O estudo indicou que 47% dos entrevistados estavam prontos para comprar uma bicicleta nova no momento da pesquisa.
  • Outros 39% tinham planos de comprar uma bicicleta nova dentro de dois anos, enquanto 43% planejam adquirir comprar uma bicicleta nova dentro de dois a cinco anos.
  • O que mais vale ressaltar, no entanto, são os 46% entre os entrevistados que alegaram preferir uma bicicleta elétrica do que uma convencional.