A Universal Music Group anunciou que vai remover as músicas da cantora Taylor Swift e outros artistas do TikTok. A decisão da gravadora, publicada no X (antigo Twitter) na noite de ontem, dia 30, veio acompanhada por denúncias de bullying e intimidação nas negociações contra a plataforma de vídeos curtos.

Entenda:

  • Após denúncias de bullying e intimidação, a Universal Music Group comunicou o fim de seu contrato com o TikTok;
  • Com a decisão, as músicas de artistas como Taylor Swift, Billie Eilish, Harry Styles e Justin Bieber devem ser removidas da plataforma amanhã;
  • Em uma carta aberta no X (antigo Twitter), a UMG acusou o TikTok de compensação inapropriada dos artistas, falta de segurança para os usuários e excesso de gravações geradas com IA;
  • Em resposta, o TikTok acusou a gravadora de colocar seus interesses acima dos artistas e compositores.

No comunicado, a UMG disse não ter conseguido chegar a um acordo com o app sobre a “compensação apropriada para nossos artistas e compositores, proteção de artistas humanos dos efeitos nocivos da IA ​​e segurança online para os usuários do TikTok”, alegando ainda que a plataforma está “inundada com gravações geradas por inteligência artificial”.

Leia mais:

publicidade

O que diz o TikTok

TikTok
Imagem: Ascannio/Shutterstock

Em resposta às denúncias da gravadora, o TikTok acusou a UMG de “colocar a sua própria ganância acima dos interesses dos seus artistas e compositores”: “O fato é que eles optaram por se afastar do poderoso apoio de uma plataforma com bem mais de um bilhão de usuários que serve como um veículo gratuito de promoção e descoberta para seus talentos.”

Com a decisão de não renovar o contrato (que expira hoje, dia 31) as músicas de artistas como Swift, Justin Bieber, Drake, The Weeknd, Harry Styles e Billie Eilish, que compõem o catálogo da Universal, devem ser removidos do TikTok amanhã.