O módulo lunar japonês SLIM desligou suas atividades, que podem ou não voltar, antes de uma fria noite na Lua, mas primeiro ele fez registros e coletou dados científicos que podem ajudar os pesquisadores a investigar mais características do satélite.

O Smart Lander for Investigating Moon (SLIM) realizou seu pouso na Lua em 19 de janeiro deste ano. Apesar dos problemas no motor que fizeram o módulo aterrissar com o nariz para baixo, o pouso foi um sucesso devido à precisão com que ele chegou a borda da cratera Shioli.

A operação do SLIM começou cerca de 10 dias depois do seu pouso, isso porque seu problema de aterrissagem fizeram com que seus painéis solares ficassem virados para oeste, incapacitando o módulo de receber os níveis de radiação esperados. 

De acordo com Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA), durante esse tempo a superfície da Lua foi examinada com a Câmera Multi-Banda (MBC) da espaçonave para aprender mais sobre a composição lunar. O objetivo era investigar a olivina e outros minerais através da análise das assinaturas de luz, ou espectros, da luz solar refletida.

publicidade

Leia mais:

A última imagem do SLIM

A imagem final tirada pelo SLIM foi publicada na conta do X da missão no dia 31 de janeiro, com legenda anunciando que a espaçonave havia inativado suas operações como previsto. Agora a JAXA terá que esperar que a noite lunar, que dura cerca 14 dias terrestres, se encerre, e aguardar por condições favoráveis de iluminação e temperatura para ver se o módulo de pouso pode ser revivido.

Para que as atividades do SLIM sejam ligadas novamente, sua parte eletrônica deve sobreviver a temperaturas do equador lunar que ficam próximas de 130 graus Celsius negativos. No entanto, mesmo que isso não aconteça, a missão já cumpriu seus objetivos de:

  • Aterrissar com precisão;
  • Implementar um par de pequenos rovers;
  • Demonstrar sua capacidade de compartilhar dados de forma segura e automática;
  • E obter dados científicos.

Além da última foto do SLIM, o perfil da missão também publicou imagens rotulados seus alvos de estudo a partir de imagens espectroscópicas do MBC. Os resultados serão anunciados assim que eles forem obtidos.