Cientistas da Universidade Cornell, nos Estados Unidos, descobriram um “superpoder” do tomate: ele é capaz de eliminar a Salmonella, uma bactéria que pode causar intoxicação alimentar. O estudo, que conduziu uma série de experimentos celulares para compreender os efeitos de um composto encontrado na fruta, foi publicado na revista Microbiology Spectrum.

Detalhes do estudo

  • A Salmonella enterica Typhi, um sorotipo da Salmonella que causa a febre tifoide, foi o foco da pesquisa.
  • Durante os testes, essa bactéria foi exposta ao suco de tomate recém-despolpado e morreu em 24 horas.
  • Em investigações posteriores, os cientistas identificaram a propriedade responsável por isso: um peptídeo com ação antimicrobiana.
  • Essa proteína foi responsável por impedir o desenvolvimento desse tipo de Salmonella, além de matar uma cepa resistente a antibióticos.
  • Em uma simulação, dois peptídeos romperam as membranas celulares da Salmonella Typhi em 45 minutos.
  • Outros experimentos também mostraram que a propriedade destruiu uma cepa que causa intoxicação alimentar.

Leia mais:

Falta de acesso a saneamento básico dificulta controle de doenças

A intoxicação alimentar por Salmonella pode ser evitada quando os alimentos são limpos, cozidos e armazenados de forma adequada. O tratamento da doença é relativamente simples e inclui o uso de antibióticos. Apesar disso, a falta de acesso a saneamento básico e vacinas em diferentes partes do mundo torna o controle de doenças como a febre tifoide, que também tem origem na bactéria, um desafio global.

Há oito anos, o Paquistão sofreu com o primeiro surto de febre tifoide resistente a medicamentos. Até hoje, profissionais da área da saúde estão preocupados com novos surtos que podem sair do controle.

publicidade

O tomate pode ajudar, mas não sozinho

Os pesquisadores destacaram no estudo que a descoberta por si só não é a grande solução. Ninguém será curado apenas por tomar suco de tomate. O ideal é seguir uma dieta saudável que inclua o consumo da fruta, juntamente com outros alimentos.

A recomendação é ter uma alimentação saudável em conjunto com hábitos adequados de manuseio e armazenamento dos alimentos, o que pode prevenir doenças e intoxicações.