A Meta adicionou US$ 196 bilhões ao seu valor de mercado de ações na sexta-feira (2) após declarar seu primeiro dividendo e divulgar bons resultados financeiros. O feito, conforme relatou a Reuters, marca o maior ganho diário de qualquer empresa na história de Wall Street, além de dar a big tech o maior aumento percentual (20,3%) em um ano e o terceiro maior desde sua estreia em Wall Street, em 2012. 

O que você precisa saber: 

  • Com a adição de praticamente US$ 200 bilhões, o valor de mercado da Meta é agora superior a 1,22 trilhões de dólares; 
  • Recentemente, a empresa pagou um adicional de US$ 50 bilhões em dividendos para renovar a sua reputação no mercado; 
  • A retomada da Meta veio a poucos dias do aniversário de 20 anos do Facebook (veja aqui); 
  • A boa notícia também ocorre um ano após a empresa perder mais de 200 bilhões de dólares em valor de mercado, a maior perda na história do mercado de ações dos EUA, após ter divulgado uma previsão sombria. 

Leia mais! 

A escalada da Meta, assim como de outras empresas tech, vem impulsionada pelo otimismo quanto a inteligência artificial (IA). Com os recentes ganhos, por exemplo, a Meta subiu 35% no S&P 500, índice de ativos qualificados na bolsa de valores de NYSE ou NASDAQ. 

publicidade

A Meta também divulgou recentemente seus resultados do quarto e último trimestre de 2023. Com fortes vendas de anúncios e uma recuperação no crescimento de usuários, a receita da empresa aumentou 25%. A previsão para a receita do trimestre atual também já demonstra resultados robustos, excedendo as estimativas de analistas. 

Meta volta para o ‘clube do trilhão’ 

A Meta já começou 2024 com o ‘pé direito’. Ainda em janeiro, a empresa alcançou a marca de mais de US$ 1 trilhão (R$ 4,93 trilhões, em conversão direta) de valor de mercado durante as negociações em Bolsa. 

Com isso, a big tech voltou ao grupo de empresas com valor de mercado de US$ 1 trilhão, o qual inclui empresas como Alphabet, Apple, Microsoft, Amazon e Nvidia.