Imagine o melancólico Batman mergulhado nas cores do Aranhaverso (as animações da Sony, no caso). Difícil, não? Talvez porque Christian Bale, Ben Affleck e Robert Pattinson brotem na sua mente. Mas se você considerar o “Batman do Futuro” (Batman Beyond), a ponte entre universos fica mais palpável. O próprio pessoal envolvido nos filmes do Aranhaverso te ajuda nessa.

Para quem tem pressa:

  • Yuhki Demers (Aranhaverso) e Patrick Harpin (Hotel Transilvânia) propuseram à Warner Bros e DC Comics um longa-metragem de Batman Beyond (Batman do Futuro) à la Aranhaverso. E Demers postou imagens conceituais do projeto no X (antigo Twitter);
  • A princípio, a Warner Bros disse que “nunca” produziria um filme de Batman Beyond. Após a apresentação do enredo e da arte conceitual, a postura da chefia mudou de “nunca” para “talvez”;
  • Demers contou que a dupla tenta ganhar apoio dentro da Warner, buscando eventualmente apresentar o projeto a James Gunn. A esperança deles é que Batman do Futuro integre o Universo Cinematográfico da DC.

O designer de produção Yuhki Demers, produtor da franquia da Sony, escreveu no X (antigo Twitter) que ele e Patrick Harpin (Hotel Transilvânia) propuseram um longa-metragem de Batman Beyond à la Aranhaverso à Warner Bros e DC Comics cinco meses atrás. E a postagem traz imagens conceituais do projeto.

Veja abaixo:

Leia mais:

publicidade

Batman do Futuro

Arte conceitual de filme de Batman Beyond
(Imagem: Yuhki Demers/Arquivo pessoal)

Batman Beyond é um desenho criado por Bruce Timm, Paul Dini e Alan Burnett para a TV que foi bem popular no início dos anos 2000 (nos EUA, pelo menos). Ambientada numa Gotham neofuturista em 2019, estrelou Terry McGinnis como uma nova iteração do morcego. McGinnis foi escolhido por um idoso e aposentado Bruce Wayne para substituí-lo na proteção da cidade.

No entanto, é improvável que o projeto saia do papel a curto prazo. Como observado por Demers, quando Harpin e ele apresentaram a ideia à Warner, a resposta foi: “não há absolutamente nenhuma maneira de fazermos um filme de Beyond”. Mas, após a dupla delinear o enredo do longa e mostrar a (linda) arte conceitual, “o que começou como ‘nunca’ se transformou em ‘talvez'”, escreveu Demers.

O designer sugeriu que a dupla subia lentamente a cadeia de comando da Warner Bros. na tentativa de buscar uma audiência com James Gunn, novo co-chefe dos estúdios DC encarregado de reiniciar o Universo Estendido DC (DCEU) para o Universo Cinematográfico DC (DCU). E, claro, transformá-lo numa potência semelhante ao Universo Cinematográfico da Marvel (MCU).