Mais de 350 km/h. Essa é a barreira quebrada pela velocidade máxima do drone revelado pela Dutch Drone Gods e Red Bull. É o drone (com câmera) mais rápido do mundo, segundo as empresas. Tão rápido que seguiu de perto o atual campeão da F1, Max Verstappen, no circuito de Silverstone, no Reino Unido.

Para quem tem pressa:

  • A Dutch Drone Gods e a Red Bull revelaram um drone que ultrapassa os 350 km/h. É o drone com câmera mais rápido do mundo, segundo as empresas. Rápido o suficiente para acompanhar o atual campeão da F1, Max Verstappen, no circuito de Silverstone, no Reino Unido;
  • Verstappen acredita que drone de visão em primeira pessoa (FPV), pilotado manualmente, “poderia mudar como as pessoas assistem Fórmula 1;
  • A criação do drone envolveu oito meses de desenvolvimento pela Dutch Drone Gods em parceria com a Quadmovr, superando desafios de design, peso e velocidade para acompanhar a performance de um carro de F1;
  • Apesar de não haver planos imediatos para usar o drone em competições oficiais, a Red Bull vê um futuro promissor para o uso dessa tecnologia em filmagens de eventos esportivos de alta velocidade. E incentiva o público a sugerir novos desafios.

Para Verstappen, o drone de visão em primeira pessoa (FPV), pilotado manualmente, “poderia mudar como as pessoas assistem à Fórmula 1”. Graças à câmera do drone, dá para assistir como foi essa espécie de corrida entre o drone e o carro de F1. Em Full HD, 50 frames por segundo (fps, Hz). Assista abaixo:

Leia mais:

Drone vs F1: corrida no chão e no ar

Max Verstappen, atual campeão de F1, segurando drone
(Imagem: Divulgação/Red Bull)

Em desafio proposto pela Red Bull no início de 2023, a Dutch Drone Gods foi encarregada de desenvolver um drone capaz de rastrear e gravar vídeo de um carro de F1 em sua velocidade máxima durante uma volta inteira. Considerando que os drones de consumo comuns atingem cerca de 60 km/h e os modelos FPV mais avançados chegam a 180 km/h, o projeto exigia um veículo aéreo não tripulado excepcionalmente rápido.

publicidade

Para atender a essa demanda, a Dutch Drone Gods se associou à Quadmovr, outra empresa holandesa especializada na construção de drones. Foram oito meses no desenvolvimento de um protótipo que equilibrasse eletrônica, design, peso, velocidade, duração do voo e distância.

Resultado: um drone com câmera que não apenas acompanha a velocidade de um carro de F1, mas também compartilha de sua capacidade de desaceleração nas curvas. Isso permite a captura de imagens de perto e dinâmicas durante as corridas.

A Red Bull também postou um vídeo sobre o drone ligeiro. Assista abaixo:

Verstappen, impressionado com a tecnologia, mencionou que não percebeu a presença do drone durante a corrida, destacando a proximidade e a eficiência do acompanhamento realizado pelo dispositivo.

Embora a Red Bull não tenha planos imediatos de utilizar o drone em competições oficiais, a inovação abre um leque de possibilidades para a filmagem de eventos de alta velocidade em diferentes esportes e atividades. Até lá, a empresa convida o público, em seu canal no YouTube, a sugerir o próximo desafio para o drone.