O celular Google Pixel 8 foi lançado em outubro de 2023 e veio com algumas novidades em relação ao modelo anterior, o Pixel 8. Pensando nisso, o Olhar Digital preparou este conteúdo para lhe mostrar o que mudou entre os aparelhos. Continue a leitura e confira!

Leia mais:

Câmeras

Tanto os modelos Google Pixel 8, quanto o 8 Pro, possuem variadas novidades em relação ao modelo anterior. Confira:

  • Câmera principal refinada de 50 MP com abertura de f/1.68;
  • Lente ultrawide aprimorada com um amplo campo de visão de 125.8º contra os 114º da versão anterior;
  • Ultra HDR, que permite um maior contraste;
  • Best Take, fornece o recurso de tropa para a expressão dos rostos das pessoas nas fotos;
  • Possibilidade de tirar alguém da foto e ainda deixar o mesmo cenário no fundo com a função do Magic Editor;
  • Captura de fotos do céu noturno com o mínimo de ruído e alta nitidez por meio do Astrophotography;
  • Remoção de ruídos de fundo e foco no que está na cena com o Audio Magic Eraser.

Design

Os celulares Pixel 8 mudaram bem o visual em relação ao Google Pixel 7. Os seus cantos são arredondados, oferecendo assim uma pegada mais confortável e segura. Outra mudança aconteceu no acabamento, que agora é de alumínio fosco com a traseira de vidro reflexivo. Já o 8 Pro tem o alumínio polido e vidro fosco.

publicidade

O design das câmeras também mudou. Agora, elas estão maiores, com o módulo mais elevado na superfície.

Novo processador

Apesar de não ter apresentado grande evolução no desempenho, o Pixel 8 contém o processador Tensor G3. Mas, já que a novidade não trouxe muita evolução no desempenho, o Google está comprometido a atualizar o novo celular até o ano de 2030 para a versão mais recente do Android.

Tela

Nesse quesito, o Pixel 8 é mais compacto do que o 7, já que a tela dele foi reduzida em 0,1 polegada, ou seja, foi de 6,3” para 6,2”. Mas a tecnologia OLED e resolução Full HD (2400x1080p) continuam as mesmas.

Já a versão Pro de ambos possui o mesmo tamanho de tela e dimensões. Porém, o display de 6,7 polegadas de resolução e densidade de pixels é um pouco menor do que o da tela do Pixel 7 Pro. No entanto, tem a mesma tecnologia OLED do tipo LTO para as taxas que variam de 1 Hz a 120 Hz.

Já em relação à taxa de atualização, o Pixel 8 tem ela variável entre 60 Hz e 120 Hz, diferente do Google Pixel 7, que tinha a taxa fixa de 90 Hz. A tela também é mais brilhante, chegando até 2.000 nits.

Bateria

O Google Pixel 7 tinha bateria de 4.355 mAh, com recarga de 21 W por fio e sem fio. Já o Pixel 8 tem bateria de 4.575 mAh com recarga até 27 W por fio e 21 W sem fio. Já na versão Pixel 7 Pro, o componente tem 5.000 mAh com recarga de 23 W sem fio. E no 8 Pro, ele é de 5.050 mAh por fio e até 23 W sem fio.

Novidades só no modelo Pixel 8 Pro

Somente esse modelo pode trabalhar com o Video Boost com processamento na nuvem. Nela, a gravação é mandada para datacenters do Google no período noturno e volta com maior nitidez, contraste, estabilização e cores.

Outra função disponível é o Nigth Sght Video para que as gravações sejam ainda mais nítidas, trazendo cores mais vibrantes e reduzindo a intensidade do borrão de movimento em baixa luminosidade.

Mais um recurso importante é o Pro Control, que ajusta manualmente o Foco, ISO, velocidade do obturador e o balanço de brancos.