A Tesla já teria planos em andamento para impulsionar o desenvolvimento global de seu sistema de direção autônoma, e para desenvolver esse projeto, usaria um data center na China, informa a Reuters.

Leia mais:

publicidade

A empresa chefiada por Elon Musk quer treinar o algoritmo necessário para fabricar mais veículos totalmente autônomos e vê a China como o lugar ideal para ter um data center que conduza esses planos.

Até recentemente, a Tesla concentrou-se nos esforços para garantir a aprovação dos reguladores chineses para transferir dados gerados pelos seus EVs na China para fora do país, ao seu sistema “Full Self Driving” (FSD).

publicidade

Não ficou claro se a Tesla planejava usar ambas as opções para lidar com dados de condução autônoma provenientes da China, a transferência de dados e um centro de dados no país, ou se desenvolvia planos paralelos como proteção.

Tesla
(Imagem: Vitaliy Karimov/Shutterstock)

Tesla busca avanços mais significativos em IA

  • A velocidade que Tesla tem tomado para apostar em avanços na IA, refletem o momento em que o mercado de veículos elétricos vem ganhando uma competitividade mais séria.
  • O plano de fazer um uso mais completo dos dados de veículos na China para desenvolver inteligência artificial de carros autônomos ocorre no momento em que o governo dos EUA tenta reprimir a transferência de tecnologia de IA de empresas norte-americanas para a China.
  • A Tesla não conseguiu oferecer a versão completa do FSD, que custa o equivalente a quase US$ 9 mil, na China.

Um mercado mais amplo para FSD na China daria um impulso às receitas e aos lucros da Tesla, num momento em que ambos estão sendo pressionados pela pressão de rivais chineses como a BYD.

publicidade

A campanha da Tesla para maior uso dos dados da China ganhou corpo após Elon Musk ir a Pequim no mês passado, quando se reuniu com autoridades, incluindo o primeiro-ministro Li Qiang.

Neste encontro, Musk procurou facilitar as permissões para a transferência de dados da Tesla, e o potencial de investimento da Tesla em um data center na China foi discutido.

Elon Musk
Imagem: Frederic Legrand – COMEO/Shutterstock