Carros e Tecnologia

Bloodhound

Começam os testes de carro projetado para atingir 1.600 km/h

Clara Guimarães, editado por Cesar Schaeffer 10/07/2019 10h15
Compartilhe com seus seguidores
A A A

O Bloodhound LSR será transportado para África do Sul e correrá sobre uma pista especialmente feita para ele

Nesta terça-feira (9) foi anunciado que o Bloodhound LSR, um carro projetado para atingir 1600 km/h e bater recordes de velocidade, será transportado para África do Sul, onde suas capacidades serão finalmente testadas. Até o momento, o veículo só tinha andado em "baixa" velocidade - isso se você considerar 338 km/h devagar - numa pista do Reino Unido.


O Bloodhound é equipado com um motor a jato Rolls-Royce EJ200 (de um caça Eurofighter Typhoon) e um foguete híbrido (combustível sólido, oxidante de H2O2) da Nammo que juntos fornecerão mais de 47.000 lbf (20.900kN). Eles serão responsáveis por levar o carro a velocidades normalmente reservadas apenas para aeronaves.

O "carro" chegará em outubro em um trecho do Hakskeen Pan na África do Sul. O espaço foi especialmente preparado para ele, e é justamente por essa razão quebrar recordes de velocidade não é tão fácil. Não basta construir um veículo veloz, é preciso ter um local adequado para colocar toda potência em prática.

Nesse caso, o local que a equipe escolheu está localizado em um leito seco no Deserto de Kalahari, na Província do Cabo Setentrional da África do Sul, perto da fronteira com a Namíbia. Mais de 300 voluntários locais ajudaram em parte de preparação do Hakskeen Pan, limpando 16.500 toneladas de rochas de um espaço de 22 km², para criar uma pista adequada.

O resultado foi 12 trilhas preparadas para os testes, cada uma com a extensão de 16km de comprimento por 500m de largura. A dureza da superfície da pista também resultou em um pequeno redesenho do carro: ele usará rodas mais estreitas do que o originalmente planejado, o que reduzirá um pouco o arrasto aerodinâmico.

O projeto foi iniciado por Richard Noble, que estabeleceu um recorde de velocidade em 1982 com o Thrust 2 e liderou o desenvolvimento do carro Thrust SSC que quebrou o recorde (e a barreira do som em terra) em 1997 com o Comandante da Força Aérea Andy Green ao volante. Já no final de 2018 , o carro parecia destinado à vida em um museu, mas em março deste ano, foi comprado pelo empresário britânico Ian Warhurst, que dará chão para o veículo percorrer.

"Estou muito feliz que possamos anunciar a primeira viagem de Bloodhound à África do Sul para esses testes de alta velocidade", disse Warhurst em um comunicado à imprensa. "Esta campanha mundial de recordes de velocidade terrestre é diferente de qualquer outra, com as oportunidades abertas pela tecnologia digital que permitiram que a equipe testasse o projeto do carro usando dinâmica computacional de fluidos (CFD) e isso nos permitirá coletar e compartilhar dados sobre a o desempenho do carro em tempo real. Além disso, estamos correndo o carro em uma nova superfície. As rodas foram projetadas especificamente para este leito de deserto, mas ainda será vital testá-los em altas velocidades antes de fazer corridas de velocidade recorde "

Via: Ars Technica

Velocidade carro Recorde
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você