Fornecedora da Tesla estuda nova bateria livre de cobalto e níquel

Proposta da CATL pode reduzir o custo de fabricação dos equipamentos e eliminar preocupações com os conflitos éticos que cercam a extração dos materiais

Victor Pinheiro 17/08/2020 12h08
Baterias para carros elétricos
A A A

A Contemporary Amperex Technology (CATL), maior fabricante de baterias para veículos elétricos no mundo, estuda um novo tipo de bateria que dispensa o uso de níquel e cobalto, disse Meng Xiangfeng, executivo sênior da companhia, durante evento virtual realizado neste sábado (15).


Sem detalhar a nova tecnologia, o representante da empresa garantiu que as baterias não incluirão metais caros, como os encontrados nas células de NCA (níquel-cobalto-alumínio), NCM (níquel-cobalto-magnésio) e LFP (Fosfato de lítio e ferro).

Desde fevereiro de 2020, a CATL é fornecedora de baterias NCM e LFP da Tesla. A fabricante chinesa também comercializa sua tecnologia com a Toyota, BMW, Polestar, Honda e Volkswagen.

A proposta de eliminar o uso de cobalto das células energéticas de carros elétricos segue iniciativas de concorrentes. Em julho, a Panasonic, também fornecedora da Tesla, revelou planos de desenvolver soluções livres do minério em até três anos.

A eliminação do produto ainda implica em questões éticas e financeiras.

Reprodução

Baterias da CATL são empregadas nos carros Tesla Model 3 produzidos na gigafábrica de Xangai, na China. Imagem: Reprodução

A exploração do cobalto e do níquel remete a conflitos sobre o impacto da mineração no meio ambiente, bem como às condições de trabalho de mineiros nos campos de extração dos materiais. Isso faz com que empresas de carros elétricos auditem regularmente a origem dos minérios usados para produzir suas baterias.

Além disso, reduzir a dependência das baterias sobre o cobalto e o níquel pode tornar os equipamentos mais baratos. Embora importantes para garantir células energéticas mais estáveis, os minérios são caros devido ao processo complexo de extração. O valor reduzido de fabricação de carros elétricos, pode incentivar a queda no preço dos veículos e fazer dos carros elétricos mais acessíveis.

Bateria com vida útil de 16 anos

Em julho, a CATL anunciou o desenvolvimento de um novo tipo de bateria que tem vida útil de 16 anos e 2 milhões de km. Em vias de comparação, as baterias usadas atualmente em veículos elétricos têm garantia que cobre cerca de 240 mil km ou 8 anos de uso, e uma vida útil estimada em cerca de 320 mil km.

O CEO da companhia, Zeng Yuqun, afirmou na época que a empresa já estava pronta para iniciar a fabricação do novo equipamento assim que um cliente fizesse o pedido. O executivo disse que as novas baterias custarão apenas 10% a mais que os modelos atuais.

Via: NextWeb

Tesla carros e tecnologia carros elétricos veículos elétricos
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!.

Recomendados pra você